Exportar registro bibliográfico

Caracterização química de tomates (Lycopersicon esculentum Miii.) empregando análise por ativação neutrônica instrumental (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: FERRARI, ANGELA APARECIDA - CENA
  • Unidade: CENA
  • Subjects: AGRICULTURA ORGÂNICA; ELEMENTOS QUÍMICOS; QUÍMICA ANALÍTICA INSTRUMENTAL
  • Language: Português
  • Abstract: O tomate é a segunda hortaliça mais produzida no mundo, superada apenas pela batata, com participação efetiva na dieta humana. O seu valor como alimento traz um paradoxo. Ao mesmo tempo em que é elogiado por ser considerado um alimento funcional, com propriedades nutracêuticas, sofre críticas pela forma como é normalmente produzido, sob pesadas quantidades de fertilizantes sintéticos e pesticidas. Há muitas causas de variação que podem alterar a composição dos frutos. Neste sentido, o presente trabalho procurou coletar amostras em um universo que engloba diferentes fatores, incluindo cultivares para o consumo in natura e para o processamento industrial, sistemas de cultivo convencional e orgânico, regiões geográficas e tipos de solo. O objetivo geral foi caracterizar o tomate quanto aos elementos químicos visando a identificação daqueles de interesse agronômico ou nutricional e o estabelecimento das faixas de concentrações para frutos produzidos sob as fontes diversas de variação. Objetivos específicos envolveram estudos de representatividade amostral e de influência dos estádios de maturação e do solo na composição química dos frutos continua...) Os tomates das cultivares AP 533, Colibri e T-92 foram coletados em propriedades localizadas em municípios do estado de São Paulo. A determinação dos elementos químicos foi feita pelo método primário de análise por ativação neutrônica instrumental (INAA). A qualidade do procedimento analítico foi verificada pormeio da exatidão e da reprodutibilidade dos resultados com o emprego de materiais de referência. O estudo de representatividade amostral revelou que o número necessário de amostras para representar o tomate no campo foi inferior a 12, considerando um erro máximo admitido pelo analista de 15%. A variabilidade intra-amostral foi avaliada por meio de 12 repetições analíticas de uma mesma amostra e os resultados indicaram a homogeneidade do material. Os elementos químicos Br, Ca, Co, Cs, Fe, K, La, Na, Rb, Sr e Zn foram determinados nas amostras de polpas, sementes e solos. A análise de frutos nos estádios de maturação verde maduro e rosado indicou maiores concentrações de Ca, Fe, K, Na, Rb e Sr nos tomates rosados, enquanto Br, Co, Cs e Zn não apresentaram diferenças significativas (p <0,05). Os solos das seis propriedades estudadas apresentaram composição química bastante diferenciada continua... ) Contudo, não foram observadas correlações das concentrações de elementos químicos encontradas nas amostras de polpa e de solo. Os resultados da caracterização química dos tomates permitiram realizar importantes inferências com relação ao comportamento dos elementos químicos. K e Ca foram os nutrientes mais abundantes na polpa e na semente. As concentrações de Br, Co, Cs, Rb e Sr na polpa diferiram significativamente (p < 0,05) tanto entre sistemas de cultivo como entre cultivares. Fe, K, Na e Zn na polpa não foram afetados pelos sistemas de cultivo, sendo as diferençasencontradas intrínsecas para cada cultivar. As polpas e as sementes dos tomates das três cultivares não apresentaram diferenças para Ca. Br permitiu a separação entre tomates orgânicos e convencionais, com concentrações maiores em tomates convencionais. Análises multivariadas revelaram que as amostras de polpa possuem uma tendência de agrupamento por categorias, tanto em termos de cultivar como de sistema de cultivo, embora esse último fator tenha apresentado resultados menos evidentes. Por outro lado, as sementes apresentaram maior tendência de agrupamento pelo fator cultivar
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.09.2008
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERRARI, Angela Aparecida; FERNANDES, Elisabete Aparecida De Nadai. Caracterização química de tomates (Lycopersicon esculentum Miii.) empregando análise por ativação neutrônica instrumental. 2008.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64135/tde-26042010-164413/ >.
    • APA

      Ferrari, A. A., & Fernandes, E. A. D. N. (2008). Caracterização química de tomates (Lycopersicon esculentum Miii.) empregando análise por ativação neutrônica instrumental. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64135/tde-26042010-164413/
    • NLM

      Ferrari AA, Fernandes EADN. Caracterização química de tomates (Lycopersicon esculentum Miii.) empregando análise por ativação neutrônica instrumental [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64135/tde-26042010-164413/
    • Vancouver

      Ferrari AA, Fernandes EADN. Caracterização química de tomates (Lycopersicon esculentum Miii.) empregando análise por ativação neutrônica instrumental [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64135/tde-26042010-164413/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021