Exportar registro bibliográfico

Desenvolvimento de grânulos de carbamazepina por "hot melt granulation" em leito fluidizado (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: KFURI, CAMILA RAZUK - FCFRP
  • Unidade: FCFRP
  • Sigla do Departamento: S/D
  • Subjects: FÁRMACOS (DESENVOLVIMENTO); TECNOLOGIA FARMACÊUTICA
  • Language: Português
  • Abstract: Os fármacos pertencentes às classes II e IV do sistema de classificação biofarmacêutica são aqueles sujeitos a problemas relacionados com a sua biodisponibilidade. Um dos procedimentos utilizados para melhorar a solubilidade de fármacos pouco solúveis é a granulação com materiais lipídicos ou cerosos. Para aumentar a solubilidade da carbamazepina, fármaco de classe II, ou seja, que apresenta baixa solubilidade e alta permeabilidade, inicialmente esta foi associada com os excipientes Gelucire® 50/13 ou Polietilenoglicol 6000, através de uma mistura física ou dispersão sólida. Estas associações foram submetidas a procedimentos analíticos como DSC, Infravermelho, Difração de Raios-X e teste de solubilidade em água. Nas misturas físicas a carbamazepina permaneceu estável, porém nas dispersões sólidas houve o aparecimento de polimorfismo. No entanto estes polimorfos também apresentam atividade terapêutica. As misturas físicas e as dispersões sólidas foram submetidas ao teste de solubilidade e as amostras que continham Gelucire® 50/13 aumentaram em torno de 15 vezes a solubilidade da carbamazepina em água, enquanto que as amostras que continham Polietilenoglicol 6000 aumentaram em torno de 14 vezes. Optou-se pela utilização do PEG 6000 devido à melhor compatibilidade deste com o equipamento utilizado. A granulação por Hot Melt em leito fluidizado foi realizada após alguns ensaios de fluidodinâmica utilizando a lactose spray dried como substrato. Durante osexperimentos as condições do processo permaneceram estáveis e a curva característica foi típica de leito fluidizado. Os granulados foram obtidos utilizando o planejamento fatorial Box Behnken cujos fatores estudados foram: vazão de dispersão sólida, quantidade de dispersão sólida e pressão de atomização e em seguida caracterizados e avaliados. A maioria das propriedades físicas e farmacotécnicas dos granulados foi dependente da quantidade de dispersão ) sólida houve um aumento significante na quantidade de carbamazepina liberada. Os resultados mostram que esta técnica é relevante para preparar dispersões sólidas com fármacos que apresentam baixa biodisponibilidade devido a sua baixa solubilidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.09.2008
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      KFURI, Camila Razuk; FREITAS, Luis Alexandre Pedro de. Desenvolvimento de grânulos de carbamazepina por "hot melt granulation" em leito fluidizado. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-14102008-094131/ >.
    • APA

      Kfuri, C. R., & Freitas, L. A. P. de. (2008). Desenvolvimento de grânulos de carbamazepina por "hot melt granulation" em leito fluidizado. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-14102008-094131/
    • NLM

      Kfuri CR, Freitas LAP de. Desenvolvimento de grânulos de carbamazepina por "hot melt granulation" em leito fluidizado [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-14102008-094131/
    • Vancouver

      Kfuri CR, Freitas LAP de. Desenvolvimento de grânulos de carbamazepina por "hot melt granulation" em leito fluidizado [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-14102008-094131/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021