Exportar registro bibliográfico

Análise estereosseletiva do cloridrato de cis-tramadol e de suas impurezas em matéria-prima e formulação farmacêutica (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: BERNARDO, NAÍSSA PRÉVIDE - FCFRP
  • Unidade: FCFRP
  • Sigla do Departamento: S/D
  • Subjects: CROMATOGRAFIA LÍQUIDA; FÁRMACOS; ANÁLISE TOXICOLÓGICA
  • Language: Português
  • Abstract: O cloridrato de tramadol, analgésico sintético de ação central, possui dois centros quirais: o isômero cis é ativo e o isômero trans é uma impureza de processo. Ambos os enantiômeros do cloridrato de cis-tramadol contribuem para o efeito analgésico, mas através de mecanismos diferentes, complementares e interativos farmacologicamente. Os dois isômeros do cis-tramadol apresentam efeitos terapêuticos, e a presença de impurezas, incluindo os isômeros trans -decorrentes do processo de síntese ou devido à decomposição -podem comprometer a qualidade do produto comercializado. Assim, este trabalho teve como objetivo desenvolver e validar metodologia estereosseletiva para análise do cloridrato de cis- tramadol e das possíveis impurezas quirais ou não na matéria-prima e formulações farmacêuticas. Para a separação e quantificação dos enantiômeros do cloridrato de cis-tramadol e das impurezas trans-tramadol, 1,2-0Iefina e 1,6-0Iefina, foi utilizada a coluna Chiralcel® OD-H, fase móvel constituída por hexano (60% e 100% de n- hexano, 1:1, v/v):isopropanol:dietilamina:ácido trifluoracético (99,5:0,5:0,3:0,1, v/v/v/v), na vazão de 0,7 mL min-1 e detecção em 274 nm. A coluna Chiralpak® AD- fase móvel constituída por hexano (60% de n-hexano):etanol absoluto:dietilamina (95:5:0,1, v/v/v), na vazão de 1,0 mL min-1 e o comprimento de onda para detecção dos compostos foi de 228 nm -foi utilizada para a separação e quantificação das impurezas O-desmetiltramadol,N-desmetiltramadol e tramadol N-óxido. Os métodos desenvolvidos foram devidamente validados através dos parâmetros seletividade, linearidade, precisão, exatidão, intervalo, limite de detecção e limite de quantificação. Os resultados obtidos na validação mostraram que os métodos são adequados para a determinação do cis-tramadol e de suas impurezas na matéria prima e na formulação farmacêutica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.10.2008
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BERNARDO, Naíssa Prévide; BONATO, Pierina Sueli. Análise estereosseletiva do cloridrato de cis-tramadol e de suas impurezas em matéria-prima e formulação farmacêutica. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-10122008-222618/ >.
    • APA

      Bernardo, N. P., & Bonato, P. S. (2008). Análise estereosseletiva do cloridrato de cis-tramadol e de suas impurezas em matéria-prima e formulação farmacêutica. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-10122008-222618/
    • NLM

      Bernardo NP, Bonato PS. Análise estereosseletiva do cloridrato de cis-tramadol e de suas impurezas em matéria-prima e formulação farmacêutica [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-10122008-222618/
    • Vancouver

      Bernardo NP, Bonato PS. Análise estereosseletiva do cloridrato de cis-tramadol e de suas impurezas em matéria-prima e formulação farmacêutica [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60134/tde-10122008-222618/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020