Exportar registro bibliográfico

Análise da atividade neoroprotetora do composto da FrPbAII, isolado da aranha Parawixia bistriata (Araneae: Araneidae), em ratos Wistar submetidos a Status Epilepticus pela administração de Pilocarpina (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: LIBERATO, JOSÉ LUIZ - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: EPILEPSIA (EXPERIMENTAÇÃO); ARANHAS; VENENOS DE ORIGEM ANIMAL; ANTICONVULSIVANTES
  • Language: Português
  • Abstract: A epilepsia do lobo temporal é o tipo mais comum de epilepsia e também a que apresenta maior dificuldade de tratamento, pois aproximadamente 70% dos pacientes diagnosticados com essa enfermidade não respondem aos tratamentos disponíveis atualmente. As epilepsias podem ser desencadeadas por uma grande variedade de causas. Porém, diversos estudos demonstram que disfunções na neurotransmissão GABAérgica estão envolvidas no desencadeamento da atividade epilética e em muitas das patologias que acometem o SNC. Portanto, a busca por novos compostos que aumentam a atividade inibitória do GABA pode revelar novas alternativas no entendimento e tratamento dessas patologias. Nesse sentido, compostos que atuam sobre o transporte de GABA são bastante promissoras, uma vez atuam sobre uma quantidade de neurotransmissor liberada em condições fisiológicas normais. Dentre as fontes alternativas de compostos seletivos e específicos sobre sítios do tecido nervoso encontram-se os venenos de artrópodes, alguns dos quais têm sido estudados pelo Laboratório de Neurobiologia e Peçonhas. Um destes estudos levou ao isolamento do composto FrPbAII da peçonha da aranha Parawixia bistriata, a qual apresenta um potente efeito inibitório sobre a recaptação do GABA e glicina. Foi demonstrado que esse composto exerce efeito anticonvulsivante contra crises induzidas por vários convulsivantes químicos com bons índices terapêuticos. Além disso, quando injetado na substância negra, aFrPbAlI inibiu crises evocadas pela estimulação da Area tempestas do córtex piriforme. Este composto apresenta ainda atividade ansiolítica quando injetado no hipocampo dorsal de ratos. No presente trabalho foi avaliada a atividade neuroprotetora da FrPbAlI em ratos submetidos ao modelo agudo de SE, comparando sua eficiência a do riluzole e ácido nipecótico. Para tanto, ratos Wistar foram submetidos a um SE de 3 h induzido pela injeção intracerebroventricular (i.c.v) de pilocarpina. Em seguida os animais foram divididos em grupos (n=5) e tratados com uma microinjeção por via i.c.v de l'mü''L de solução salina 0,9%, riluzole (10), ácido nipecótico (93 'mü'M), diferentes doses da FrPbAlI (Fr 0,21; 0,43 ou 0,86 'mü'M), associação entre riluzole e a FrPbAlI (5 e 0,43'mü'M, respectivamente) ou associação entre ácido nipecótico e a FrPbAlI (41,5 'mü'M e 0,43 'mü'M, respectivamente). Foram avaliadas as densidades de células, a intensidade de astrócitos reativos e a intensidade de células apoptóticas nas regiões CA1, CA3 e giro denteado do hipocampo dorsal. Essa análise foi realizada 24 h após a injeção dos compostos. O efeito da FrPbAlI também foi avaliado 72 h após sua injeção i.c.v. Os resultados mostraram um efeito neuroprotetor de todos os compostos utilizados em todos os parâmetros considerados. No entanto, a dose mais alta da FrPbAlI (0,86 'mü'M) e associação riluzole e FrPbAlI exibiram uma neuroproteção mais evidente, emrelação as densidades de células, menor intensidade de astrócitos reativos número de células apoptóticas. Além disso o efeito neuroproter da FrPbAlI parece ser dependente de dose. Considerando que a FrPbAlI foi cerca de 100 vezes mais potente que o ácido nipecótico e que este composto inibe as captações de GABA e glicina, pode"se supor que o bloqueio inespecífico de transportadores de GABA, representa uma alternativa poderosa para prospecção de drogas com potencial neuroprotetor. Estes dados demonstram o grande potencial da FrPbAII na prevenção de danos neuronais causados por SE e como potencial ferramenta no estudo de atividade GABAérgica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.09.2008

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIBERATO, José Luiz; SANTOS, Wagner Ferreira dos. Análise da atividade neoroprotetora do composto da FrPbAII, isolado da aranha Parawixia bistriata (Araneae: Araneidae), em ratos Wistar submetidos a Status Epilepticus pela administração de Pilocarpina. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.
    • APA

      Liberato, J. L., & Santos, W. F. dos. (2008). Análise da atividade neoroprotetora do composto da FrPbAII, isolado da aranha Parawixia bistriata (Araneae: Araneidae), em ratos Wistar submetidos a Status Epilepticus pela administração de Pilocarpina. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Liberato JL, Santos WF dos. Análise da atividade neoroprotetora do composto da FrPbAII, isolado da aranha Parawixia bistriata (Araneae: Araneidae), em ratos Wistar submetidos a Status Epilepticus pela administração de Pilocarpina. 2008 ;
    • Vancouver

      Liberato JL, Santos WF dos. Análise da atividade neoroprotetora do composto da FrPbAII, isolado da aranha Parawixia bistriata (Araneae: Araneidae), em ratos Wistar submetidos a Status Epilepticus pela administração de Pilocarpina. 2008 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021