Exportar registro bibliográfico

Expressão aumentada de antígenos de MMP-9, PPAR e Chlamydophila pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae em fragmentos ateroscleróticos de aorta com aneurisma (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: ROGGÉRIO, ALESSANDRA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCP
  • Subjects: ANEURISMA AÓRTICO; ARTERIOSCLEROSE; METALOPROTEINASES; MYCOPLASMA; IMUNOHISTOQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: Aneurisma de aorta é considerado uma doença inflamatória crônica que pode corresponder a uma evolução da doença aterosclerótica. Porém esse é ainda um assunto controverso. Chlamydophila pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae têm sido relacionados à patogenia de diferentes lesões ateroscleróticas coronarianas, com maior quantidade nas placas instáveis, as quais mostram remodelamento positivo local. Metaloproteinases estão implicadas na fragilidade da parede vascular, foram descritas nas placas instáveis, em especial a MMP-9. Os efeitos imunomodulatórios dos receptores ativados de proliferados de peroxissomos (PPARs) têm sido amplamente estudados na aterosclerose, mas não nos aneurismas. No presente trabalho comparamos quantidade de MMP-9, PPARs e alfa e y, e antígenos infecciosos de Chlamydophila pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae em fragmentos de aorta com aterosclerose grave, com e sem aneurisma. Resultados: Houve maior expressão de MMP-9 no tecido adiposo periadventicial (TAP), e de agentes infecciosos e PPAR alfa no TAP e na adventícia do grupo com aneurisma, sem diferença na quantidade de PPAR y. A camada adventícia é o local de maior inflamação da parede vascular nos aneurismas. Estes achados indicam que os agentes infecciosos na camada adventícia e TAP podem ter um papel na patogenia tanto da aterosclerose da aorta como no desenvolvimento dos aneurismas. A maior quantidade desses elementos, à semelhança do que ocorre nas lesões coronarianas com placa instável,pode explicar a maior inflamação adventicial e o desenvolvimento dos aneurismas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.09.2008
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROGGÉRIO, Alessandra; HIGUCHI, Maria de Loudes; SAMBIASE, Nádia Vieira. Expressão aumentada de antígenos de MMP-9, PPAR e Chlamydophila pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae em fragmentos ateroscleróticos de aorta com aneurisma. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-24112008-170425/ >.
    • APA

      Roggério, A., Higuchi, M. de L., & Sambiase, N. V. (2008). Expressão aumentada de antígenos de MMP-9, PPAR e Chlamydophila pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae em fragmentos ateroscleróticos de aorta com aneurisma. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-24112008-170425/
    • NLM

      Roggério A, Higuchi M de L, Sambiase NV. Expressão aumentada de antígenos de MMP-9, PPAR e Chlamydophila pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae em fragmentos ateroscleróticos de aorta com aneurisma [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-24112008-170425/
    • Vancouver

      Roggério A, Higuchi M de L, Sambiase NV. Expressão aumentada de antígenos de MMP-9, PPAR e Chlamydophila pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae em fragmentos ateroscleróticos de aorta com aneurisma [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-24112008-170425/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020