Exportar registro bibliográfico

Resistência de cultivares de batata (Solanum tuberosum) à sarna comum (Streptomyces spp.) e mecanismo de ação da fitotoxina taxtomina A em sorgo (Sorghum bicolor ): aspectos bioquímicos e ultraestruturais (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GARCIA, ELY OLIVEIRA - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LFT
  • Subjects: BATATA; BIOQUÍMICA VEGETAL; FITOPATÓGENOS; MICROSCOPIA ELETRÔNICA; SORGO; STREPTOMYCES; TOXINAS
  • Language: Português
  • Abstract: O gênero Streptomyces constitui-se em um grupo diferenciado de procariotos fitopatogênicos, por serem morfologicamente similares aos fungos e produzirem diversos importantes metabólitos secundários. A sarna comum da batata é principal doença causada pelo gênero. O principal agente causal da doença, Streptomyces scabies, produz fitotoxinas denominadas concanamicinas, porém, não foi comprovada a importância da produção das mesmas na agressividade dos isolados de S. scabies. Dessa forma, neste trabalho procurouse avaliar a reação dos cultivares mais plantados no Brasil a isolados de S. scabies exibindo diferentes níveis de produção de concanamicinas. O nível de produção de concanamicinas A e B de dez isolados de Streptomyces spp. foi avaliado por cromatografia líquida de alta pressão (HPLC) e dois isolados (produtor de alto nível da toxina; baixo produtor) foram selecionados e utilizados na avaliação da resistência de seis cultivares de batata em casa de vegetação. Vasos contendo o substrato esterilizado receberam a suspensão de esporos bacterianos junto com os tubérculos sadios no momento do plantio e após quatro meses, a severidade da doença foi avaliada. Os resultados demonstraram aumento na agressividade do isolado produtor de elevadas quantidades de concanamicinas apenas sobre os cultivares Mondial, Monalisa e Asterix. Por sua vez, os resultados da avaliação do nível de resistência ao patógeno demonstraram que os cultivares Monalisa, Ágata, Asterix e Cupidosão suscetíveis e os cultivares Atlantic e Mondial mostraram-se resistentes aos dois isolados de Streptomyces spp. avaliados. Por outro lado, a fitotoxina taxtomina A é a toxina mais frequentemente produzida pelas espécies fitopatogênicas de Streptomyces spp. O estudo do mecanismo de ação desta fitotoxina poderá auxiliar no entendimento de sua contribuição no desenvolvimento da doença. A taxtomina A é uma ) fitotoxina não específica e causa efeitos semelhantes em plantas de diferentes famílias botânicas. Desta forma, modificações citológicas, ultraestruturais e bioquímicas induzidas pela taxtomina A foram analisadas em plântulas de sorgo. Os tecidos foram tratados com taxtomina A e avaliados após sete dias do tratamento. Observou-se desorganização em todas as células dos tecidos tratados com a taxtomina A. A membrana plasmática das células do mesofilo foliar foi retraída e destacada da parede celular em diversos pontos. Entretanto, o plasmalema não pareceu rompido. O efeito sobre a permeabilidade seletiva da membrana plasmática também foi avaliado bioquimicamente, onde foi observado aumentos na saída de eletrólitos. Os cloroplastos apresentaram deformações na superfície e perda de turgidez. Estas deformações provavelmente contribuíram para a redução do teor de clorofilas A e B. As plântulas também apresentaram elevado acúmulo de fitoalexinas do tipo deoxiantocianidinas. Desta forma, conclui-se que a taxtomina A age principalmente sobrea membrana plasmática e organelas membranosas. Em contrapartida, o acúmulo de fitoalexinas evidencia que concentrações mínimas desta toxina podem ser exploradas como eliciador da resposta de defesa em plantas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.08.2008
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GARCIA, Ely Oliveira; PASCHOLATI, Sergio Florentino. Resistência de cultivares de batata (Solanum tuberosum) à sarna comum (Streptomyces spp.) e mecanismo de ação da fitotoxina taxtomina A em sorgo (Sorghum bicolor ): aspectos bioquímicos e ultraestruturais. 2008.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-21082008-153819/ >.
    • APA

      Garcia, E. O., & Pascholati, S. F. (2008). Resistência de cultivares de batata (Solanum tuberosum) à sarna comum (Streptomyces spp.) e mecanismo de ação da fitotoxina taxtomina A em sorgo (Sorghum bicolor ): aspectos bioquímicos e ultraestruturais. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-21082008-153819/
    • NLM

      Garcia EO, Pascholati SF. Resistência de cultivares de batata (Solanum tuberosum) à sarna comum (Streptomyces spp.) e mecanismo de ação da fitotoxina taxtomina A em sorgo (Sorghum bicolor ): aspectos bioquímicos e ultraestruturais [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-21082008-153819/
    • Vancouver

      Garcia EO, Pascholati SF. Resistência de cultivares de batata (Solanum tuberosum) à sarna comum (Streptomyces spp.) e mecanismo de ação da fitotoxina taxtomina A em sorgo (Sorghum bicolor ): aspectos bioquímicos e ultraestruturais [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-21082008-153819/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020