Exportar registro bibliográfico

Avaliação do envolvimento da fosfolipase C como fator de virulência de Mycobacterium tuberculosis (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: PERES, CAMILA MATIAS - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: TUBERCULOSE; FOSFOLIPASES; MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS; VIRULÊNCIA; PROSTAGLANDINAS
  • Language: Português
  • Abstract: Os mecanismos que conferem resistência de M. tuberculosis à destruição pelo hospedeiro, além da sua capacidade em permanecer e/ou multiplicar-se no interior das células fagocitárias são ainda pouco compreendidos. A identificação de antígenos espécie-específicos de M. tuberculosis é um passo essencial para elucidar os mecanismos exclusivos através dos quais este microorganismo é patogênico para o homem. A presença de genes de fosfolipase C no genoma de M. tuberculosis, e não em outras micobactérias, sugere um papel desta enzima na patogenia desta infecção. Neste trabalho, demonstramos que as PLCs de Mycobacterium tuberculosis são fatores de virulência desta bactéria e promovem a patogenicidade através da indução, na fase cênica da tuberculose, de uma resposta inflamatória exacerbada e injúria tecidual. Este último ocorre possivelmente em resposta à ativação constante de macrófagos, demonstrada pelos níveis elevados de IFN-’gama’ e NO, os quais podem estar envolvidos na destruição do parênquima pulmonar, necrose, e morte dos animais. Além disso, as PLCs possibilitaram o aumento, in vivo, do crescimento de bacilos nos pulmões e baço, mesmo na presença de uma forte resposta celular ‘T IND. H’1. Além disso, experimentos in vitro demonstraram que a PLC induz a internalização de Mtb por macrófagos alveolares, porém inibe a atividade microbicida destas células, por mecanismo dependente de prostaglandinas. Desta forma, poder-se-ia sugerir que PLCs de Mtbinduzem a patogenia na tuberculose através da 1) estimulação exacerbada da inflamação e da resposta imune celular e 2) produção de prostaglandinas, particularmente ‘PGE IND. 2’. Estas estariam envolvidas na destruição tecidual com deposição de fibrina e colágeno nos pulmões, impossibilitando as trocas gasosas e na supressão das atividades antimicrobianas dos macrófagos alveolares, que em conjunto, permitem a permanência dos bacilos nos pulmões e outros órgãos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.06.2008

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PERES, Camila Matias; FACCIOLI, Lúcia Helena. Avaliação do envolvimento da fosfolipase C como fator de virulência de Mycobacterium tuberculosis. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.
    • APA

      Peres, C. M., & Faccioli, L. H. (2008). Avaliação do envolvimento da fosfolipase C como fator de virulência de Mycobacterium tuberculosis. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Peres CM, Faccioli LH. Avaliação do envolvimento da fosfolipase C como fator de virulência de Mycobacterium tuberculosis. 2008 ;
    • Vancouver

      Peres CM, Faccioli LH. Avaliação do envolvimento da fosfolipase C como fator de virulência de Mycobacterium tuberculosis. 2008 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021