Exportar registro bibliográfico

Relação entre homocisteína e parâmetros do estado nutricional em pacientes mantidos em diálise (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: ALMEIDA, CARLA CRISTINA SILVA DE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: DIÁLISE PERITONEAL; ESTADO NUTRICIONAL
  • Language: Português
  • Abstract: O acúmulo de Homocisteína (Hcy) é reconhecido como fator de risco para doenças cardiovasculares (DCV) e, em pacientes em diálise, esta associação pode estar invertida, demonstrando que uma redução, ao invés de um aumento na concentração de Hcy, pode ser preditor de resultados clínicos ruins e de DCV, fenômeno este referido como epidemiologia reversa. Dessa forma, o presente estudo objetiva que o esclarecimento das relações entre homocisteína, parâmetros indicadores do estado nutricional (bioquímicos, antropométricos e dietéticos), estado inflamatório e fatores de risco tradicionais para doenças cardiovasculares em pacientes tratados com diálise, na presença ou não da síndrome subnutrição-inflamação, possam esclarecer o significado da hiperhomocisteinemia nestes grupos. A hiperhomocisteinemia foi constatada em grande parte dos pacientes em ambos os grupos (88,2% em HD e 81 % em PD), com prevalência total de 85,7%, sendo 60% na forma leve e 25,7% na forma moderada, embora os pacientes não tenham apresentado deficiências de ácido fólico e vitamina ‘B IND. 12’. Por meio da pontuação aumentada da Avaliação Subjetiva Global (AGS) e importante prevalência de hipoalbuminemia (69%), constatou-se a presença de subnutrição acompanhada de inflamação, conforme foi observado pelo aumento das citocinas inflamatórias (100% apresentavam Fator de Necrose Tumoral alfa (TNF‘alfa’) acima dos valores de referência, 43% apresentavam Interleucina-6 (IL-6) aumentada e 47%apresentavam Proteína-C reativa (PCR) aumentada. A Hcy se correlacionou positivamente com albumina e creatinina e negativamente com Colesterol Total (CT), Lipoproteína de Alta Densidade (HDLc), Prega Cutânea do Tríceps (PCT), % de gordura corporal, ácido fólico e vitamina ‘B IND. 12’. Os principais determinantes da hiperhomocisteinemia nesses pacientes foram o próprio método de diálise, a Circunferência Muscular do Braço (CMB), creatinina, creatina-kinase (Ck), HDLc e ácido fólico. Entretanto, o melhor modelo que explicaria o aumento da concentração plasmática de Hcy nesses pacientes foi determinado pela diálise, creatinina, Ck, ácido fólico e CT. Conclui-se, portanto, que os pacientes estudados apresentavam a Síndrome Subnutrição-Inflamação, a qual poderia contribuir para o aumento da concentração plasmática de Hcy, sendo que alguns dos principais marcadores nutricionais que poderiam determinar essa hiperhomocisteinemia corroboram os achados de alguns autores quanto à presença do fenômeno da Epidemiologia Reversa nesses grupos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.06.2008

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALMEIDA, Carla Cristina Silva de; CHIARELLO, Paula Garcia. Relação entre homocisteína e parâmetros do estado nutricional em pacientes mantidos em diálise. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.
    • APA

      Almeida, C. C. S. de, & Chiarello, P. G. (2008). Relação entre homocisteína e parâmetros do estado nutricional em pacientes mantidos em diálise. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Almeida CCS de, Chiarello PG. Relação entre homocisteína e parâmetros do estado nutricional em pacientes mantidos em diálise. 2008 ;
    • Vancouver

      Almeida CCS de, Chiarello PG. Relação entre homocisteína e parâmetros do estado nutricional em pacientes mantidos em diálise. 2008 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021