Exportar registro bibliográfico

Alterações morfométricas, esterométricas e fisiológicas do trato urinário inferior: comparação entre ratos envelhecidos e com diabetes induzido por aloxano (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: RODRIGUES JUNIOR, ANTÔNIO ANTUNES - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCA
  • Subjects: TRATO URINÁRIO (ALTERAÇÃO); ENVELHECIMENTO; DIABETES MELLITUS (EXPERIMENTAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: As alterações funcionais do trato urinário inferior encontradas no envelhecimento e no diabetes mellitus podem estar relacionadas a alterações estruturais. Evidências apontam para a confirmação dessa hipótese, contudo não existem trabalhos analisando o trato urinário inferior no diabetes após períodos longos de observação, tampouco relatos de alterações estruturais uretrais secundárias a esses processos patológicos. Objetivos: Avaliar as conseqüências funcionais sobre o trato urinário inferior das alterações morfométricas e estereométricas secundárias ao envelhecimento e ao diabetes induzido por aloxano. Descrever alterações morfométricas e esterométricas da composição de camada muscular e colágeno na uretra e bexiga de ratos no diabetes e no envelhecimento, correlacionando esses achados com as alterações cistométricas. Material e Métodos: Ratos machos distribuídos em três grupos: A - 8 semanas de idade; B - 44 semanas de idade; C - diabéticos induzidos por aloxane com 44 semanas de idade. Nos três foram realizados estudos histológicos com medida da espessura da camada muscular, quantificação da proporção de fibrose e colágeno tipo I e III. Testes funcionais cisto métricos antes e após a desnervação vesical cirúrgica (DVC) foram realizados, com medida da capacidade cisto métrica máxima (CCM), intensidade máxima de contração vesical, freqüência e tempo de contração, capacidade cistométrica máxima após DVC e pressão máxima de fechamento uretral.Estimativas das propriedades mecânicas da parede vesical foram realizadas. Resultados: Não encontramos hipertrofia da camada muscular na bexiga e encontramos na uretra de animais diabéticos. Houve aumento da quantidade de fibrose tanto no envelhecimento quanto no diabetes, porém com acúmulo maior de colágeno tipo III nos animais diabéticos, tanto na bexiga quanto na uretra. Além das alterações morfológicas, encontramos aumento da CCM e complacência vesical associadas à diminuição da elasticidade da parede vesical nos animais diabéticos. Conclusão: As diferenças funcionais entre os grupos correlacionaram-se com alterações morfométricas e estereométricas. O aumento observado na capacidade cistométrica máxima e complacência nos animais diabéticos foi um mecanismo compensatório à perda de elasticidade da parede vesical desses animais. Ocorreu aumento da deposição de colágeno tipo III na bexiga e uretra de animais diabéticos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.05.2008

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RODRIGUES JÚNIOR, Antônio Antunes; SUAID, Haylton Jorge. Alterações morfométricas, esterométricas e fisiológicas do trato urinário inferior: comparação entre ratos envelhecidos e com diabetes induzido por aloxano. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.
    • APA

      Rodrigues Júnior, A. A., & Suaid, H. J. (2008). Alterações morfométricas, esterométricas e fisiológicas do trato urinário inferior: comparação entre ratos envelhecidos e com diabetes induzido por aloxano. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Rodrigues Júnior AA, Suaid HJ. Alterações morfométricas, esterométricas e fisiológicas do trato urinário inferior: comparação entre ratos envelhecidos e com diabetes induzido por aloxano. 2008 ;
    • Vancouver

      Rodrigues Júnior AA, Suaid HJ. Alterações morfométricas, esterométricas e fisiológicas do trato urinário inferior: comparação entre ratos envelhecidos e com diabetes induzido por aloxano. 2008 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021