Exportar registro bibliográfico

Análise dos sistemas nitrérgico e dopaminérgico na linhagem de camundongos Weaver (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: KWIATKOSKI, ROBERTA CAVALCANTI - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFI
  • Subjects: DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS; ÓXIDO NÍTRICO; FISIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução e Objetivo: A literatura documenta evidências de inter-relação entre os sistemas nitrérgico e dopaminérgico no circuito mesoestriatal. Entretanto, investigações de interações entre estes neurotransmissores neste circuito são escassas. O fenótipo Weaver em camundongos é uma desordem recessiva autossômica neurológica, caracterizada por ataxia severa, hiperatividade, e tremores que se manifestam dentro de duas semanas após o nascimento. A mutação Weaver foi identificada no gene Girk2, que codifica um canal-’K POT. +’ retificador de entrada ligado à proteína G (GIRK2). Esta mutação é crítica para a seletividade iônica do canal, induzindo alterações na excitabilidade da membrana. Animais desta linhagem apresentam degeneração progressiva de neurônios dopaminérgicos, similar ao sinal patológico da doença de Parkinson em humanos. O objetivo do presente estudo foi analisar a presença das enzimas sintase do óxido nítrico e tirosina hidroxilase na linhagem de camundongos Weaver homozigotos (‘Girk2 POT. Wv’) em diferentes fases do desenvolvimento, em algumas regiões dos sistemas mesoestriatal e mesolímbicocortical. Material e Métodos: Foram utilizados camundongos selvagens e mutantes ‘Girk2 POT. Wv’ com 10 dias, 1 mês e 2 meses de idade (n = 5/grupo). Os camundongos foram anestesiados com pentobarbital sódico (60mg/kg, i.p.) e sacrificados por meio de perfusão intracardíaca. Em seguida os encéfalos foram retirados e incluídos em parafina. Cortes encefálicoscoronais com 5 ‘mü’m de espessura foram realizados e submetidos à imunohistoquímica para as enzimas sintase do óxido nítrico neuronal (nNOS) e tiro sina hidroxilase (TH). A análise estatística foi realizada usando teste t e Two Way ANOVA seguida do teste de comparação múltipla de Duncan (p < 0.05). Resultados: A análise da imunorreatividade para TH demonstrou uma degeneração de células dopaminérgica mesencefálicas de caráter progressivo e que afeta principalmente a via mesoestriatal. A neurodegeneração também afetou as células da área tegmental ventral, porém, de forma menos intensa. Com relação à imunohistoquímica para a nNOS, nossos resultados demonstraram que a densidade de células nNOS positivas diminui, ao longo do tempo, para cada núcleo tanto em animais selvagens quanto mutantes. Porém, a substância negra compacta constitui uma exceção, pois foi observado um aumento significativo na densidade de células nNOS positivas nos camundongos ‘Girk2 POT. Wv’ com um e dois meses de idade. A análise da densidade de células nNOS+ nos camundongos selvagens e weaver com 10 dias mostrou valores similares em todas as regiões analisadas. Adicionalmente, nos animais com um mês de idade, o núcleo subtalâmico apresentou redução na densidade de células nNOS-IR em relação aos animais selvagens. O mutante ‘Girk2 POT. Wv’ com 2 meses de idade, apresentaram uma redução significativa na densidade de células nNOS-IR no núcleo acumbens, em adição à observada nonúcleo subtalâmico. Nenhuma diferença foi observada no córtex, estriado, amígdala basolateral e área tegmental ventral. Conclusão: Nosso estudo (1) confirmou a degeneração de células dopaminérgicas mesencefálicas de camundongos weaver, principalmente na substância negra compacta (via mesoestriatal); (2) demonstrou um aumento na densidade de células nNOS positivas nessa região, concomitante à degeneração dopaminérgica; (3) mostrou ainda uma redução destas mesmas células nos núcleos acumbens e subtalâmico. As modificações observadas podem ser resultantes de adaptações plásticas compensando a perda da inervação dopaminérgica, evidenciando um possível papel do NO neste processo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.05.2008

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      KWIATROSKI, Roberta Cavalcanti; DEL BEL, Elaine Aparecida. Análise dos sistemas nitrérgico e dopaminérgico na linhagem de camundongos Weaver. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.
    • APA

      Kwiatroski, R. C., & Del Bel, E. A. (2008). Análise dos sistemas nitrérgico e dopaminérgico na linhagem de camundongos Weaver. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Kwiatroski RC, Del Bel EA. Análise dos sistemas nitrérgico e dopaminérgico na linhagem de camundongos Weaver. 2008 ;
    • Vancouver

      Kwiatroski RC, Del Bel EA. Análise dos sistemas nitrérgico e dopaminérgico na linhagem de camundongos Weaver. 2008 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020