Exportar registro bibliográfico

Envolvimento do sistema de neurotransmissão serotonérgico do núcleo dorsal da rafe e da substância cinzenta periaquedutal dorsal na mediação de comportamentos defensivos associados aos transtornos de ansiedade generalizada e do pânico (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: POBBE, ROGER LUIS HENSCHEL - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFA
  • Subjects: TRANSTORNO DO PÂNICO; FARMACOLOGIA (ANTAGONISTAS E INIBIDORES)
  • Language: Português
  • Abstract: O núcleo dorsal da rafe (NDR), juntamente com o núcleo mediano da rafe (NMR), representa a principal fonte de neurônios serotonérgicos que se projetam ao encéfalo anterior por vias ascendentes. Evidências experimentais apontam para o envolvimento de duas vias distintas que partem deste núcleo, a prosencefálica, inervando a amígdala e o córtex frontal, e a periventricular, que envia projeções para a substância cinzenta periaquedutal dorsal (SCPD), na mediação de respostas defensivas que têm sido relacionadas à ansiedade (ex. esquiva inibitória) e ao medo (ex. fuga). Em termos de fisiopatologia, tais comportamentos têm sido associados, respectivamente, aos transtornos de ansiedade generalizada e do pânico. Na primeira etapa deste trabalho, investigamos o envolvimento de uma área encefálica que tem sido relacionada ao controle da atividade de neurônios serotonérgicos localizados no NDR, a habênula lateral (HbL), na mediação dos comportamentos defensivos de esquiva inibitória e de fuga de ratos expostos ao labirinto em T elevado (LTE). Para tal, ratos Wistar foram submetidos à lesão eletrolítica da HbL ou à implantação de cânulas nessa mesma estrutura, visando a estimulação química por meio da infusão local do aminoácido excitatório ácido caínico. Nossos dados mostraram que a lesão eletrolítica da HbL prejudicou a esquiva inibitória e facilitou a resposta de fuga dos animais no LTE. Já a estimulação química dos neurônios da HbL produziu efeito oposto, ou seja,facilitou a esquiva inibitória e prejudicou a resposta de fuga. Subseqüentemente, verificamos o efeito do bloqueio dos receptores serotonérgicos dos tipos ‘5-HT IND. 1A’ e ‘5-HT IND. 2A’ da SCPD e dos receptores glutamatérgicos do tipo NMDA do NDR, previamente à estimulação química dos neurônios da HbL. Os dados obtidos revelaram que a infusão prévia de WAY-100635 (antagonista de receptores do tipo ‘5-HT IND. 1A’) na SCPD reverteu o efeito da administração intra-HbL de ácido caínico sobre a resposta de fuga. Já a injeção prévia de quetanserina (antagonista preferencial de receptores do tipo ‘5-HT IND. 2A’) nesta área encefálica foi capaz de bloquear os efeitos da estimulação química da HbL sobre as duas respostas de defesa avaliadas no LTE. Em relação ao NDR, a administração prévia de AP-7 (antagonista de receptores glutamatérgicos do tipo NMDA) neste núcleo bloqueou o efeito da estimulação química da HbL sobre a resposta de esquiva inibitória. Na segunda etapa do presente estudo, procuramos estender as análises sobre o envolvimento do NDR e da SCPD na mediação de respostas comportamentais defensivas, ao empregarmos outra espécie animal, o camundongo. Para tal, foram utilizados dois modelos experimentais que permitem o estudo de vários comportamentos defensivos eliciados nesta espécie de roedores, em duas situações distintas. A bateria de testes de defesa envolve o confronto direto do camundongo com um rato anestesiado guiado peloexperimentador, o qual inicialmente se aproxima, em seguida persegue e finalmente entra em contato com o camundongo. Já o teste de exposição ao rato foi desenvolvido para possibilitar uma situação de ameaça menos intensa, na qual uma grade impede o contato do rato com o camundongo. Em tal situação, o camundongo pode procurar ou evitar o estímulo aversivo e assim regular sua própria exposição à ameaça. Para realização desta etapa, camundongos foram submetidos à cirurgia para implantação de cânulas no NDR ou na SCPD visando à injeção intra-NDR de WAY-100635 e intra-SCPD de 8-OH-DPAT (agonista de receptores do tipo ‘5-HT IND. 1A’) ou de DOI (agonista de receptores dos tipos ‘5-HT IND. 2A/2C’). OS dados obtidos na bateria de testes de defesa com a infusão de WAY-100635 no NDR mostraram que tal procedimento facilitou a expressão de comportamentos que têm sido associados tanto à ansiedade generalizada (ex. avaliação de risco) quanto ao pânico (ex. fuga). Por sua vez, a análise dos resultados obtidos na bateria de testes de defesa com a injeção de 8-OH-DPAT e de DOI na SCPD revelou que ambas as drogas prejudicaram a expressão da resposta de fuga neste modelo. Por outro lado, os efeitos gerados sobre comportamentos defensivos relacionados à ansiedade generalizada medidos na bateria de testes de defesa foram mais pronunciados com a administração de 8-OH-OPA T na SCPD. No teste de exposição ao rato, somente a infusão de 8-OH- OPAT na SCPD promoveuefeitos comportamentais significativos. Tal procedimento prejudicou as respostas de esquiva e de avaliação de risco emitidas pelos camundongos nesta situação experimental. Em conjunto, os dados obtidos no presente estudo indicam que o sistema serotonérgico do NDR e da SCPD de duas espécies de roedores, ratos e camundongos, exerce importante função na mediação de comportamentos defensivos que têm sido associados aos transtornos de ansiedade generalizada (ex. esquiva e avaliação de risco) e do pânico (ex. fuga)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.06.2008

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      POBBE, Roger Luís Henschel; ZANGROSSI JUNIOR, Hélio. Envolvimento do sistema de neurotransmissão serotonérgico do núcleo dorsal da rafe e da substância cinzenta periaquedutal dorsal na mediação de comportamentos defensivos associados aos transtornos de ansiedade generalizada e do pânico. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.
    • APA

      Pobbe, R. L. H., & Zangrossi Junior, H. (2008). Envolvimento do sistema de neurotransmissão serotonérgico do núcleo dorsal da rafe e da substância cinzenta periaquedutal dorsal na mediação de comportamentos defensivos associados aos transtornos de ansiedade generalizada e do pânico. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Pobbe RLH, Zangrossi Junior H. Envolvimento do sistema de neurotransmissão serotonérgico do núcleo dorsal da rafe e da substância cinzenta periaquedutal dorsal na mediação de comportamentos defensivos associados aos transtornos de ansiedade generalizada e do pânico. 2008 ;
    • Vancouver

      Pobbe RLH, Zangrossi Junior H. Envolvimento do sistema de neurotransmissão serotonérgico do núcleo dorsal da rafe e da substância cinzenta periaquedutal dorsal na mediação de comportamentos defensivos associados aos transtornos de ansiedade generalizada e do pânico. 2008 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021