Exportar registro bibliográfico

Análises químicas qualitativas e quantitativas de duas espécies de Mikania: Mikania glomerata Sprengel e Mikania laevigata Schultz Bip (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: FERREIRA, FERNANDA PERES - FCFRP
  • Unidade: FCFRP
  • Sigla do Departamento: S/D
  • Subjects: COMPOSITAE (ANÁLISE QUALITATIVA;ANÁLISE QUANTITATIVA); PLANTAS MEDICINAIS; ANTI-INFLAMATÓRIOS
  • Language: Português
  • Abstract: Mikania glomerata Sprengel e Mikania laevigata Schultz Bip, (Asteraceae, Eupatorieae, Mikaniinae), popularmente conhecidas como "guaco", têm sido muito estudadas devido aos empregos medicinais das mesmas. São usadas para o tratamento da febre, reumatismo, gripe e doenças do trato respiratório. As monografias de ambas espécies encontram-se na Farmacopéia Brasileira. M laevigata muitas vezes é confundida com M glomerata, sendo comercializada como tal, ocorrendo principalmente no sul do país, onde este vegetal tem sua maior área de dispersão. Apesar de seu grande uso medicinal, sua fitoquímica clássica ainda tem se mostrado pouco estudada. Foi proposto neste trabalho o estudo fitoquímico das folhas secas de M laevigata, sendo isoladas e identificadas por técnicas espectroscópicas as substâncias lupeol, taraxerol, cumarina, ácido orto-[(5'-hidroxi)-cis-cinamoila]-trans-cinâmico, siringaldeído, trans-melilotosido, cis-melilotosido, 3,5-dicafeoilquinato de metila, 3,3',5 - triidroxi - 4',6,7- trimetoxiflavona, 3-0-'beta'3-D-glicosil-patuletina, 3-O-'beta'-D-glicosil-quercetina, 3-O-'beta'-D-glicosil-caempferol, adenosina, ent-3'alfa'.-O-'beta'-D-glicopiranosídeo,16'alfa',17-diidroxicaurano, e ácido 2'beta'-[[3-O-(3-hidroxi-1-oxo-3-fenilpropil)-2-(3- metil-1- butiriloxi) - 4- O-('alfa'-L-ramnopiranosil)-'beta'- D-glicopiranosil] oxi]-13,15'alfa'.-diidroxi-19-norcaur-16-en-18- óico. Além desses, identificou-se por GC-MS as substâncias ácidobeierenóico, ácido caurenóico, óxido do cariofileno, espatulenol, diidrocumarina, e o acetato de lupeol. Foi proposta também a avaliação química dos extratos da lavagem foliar de M glomerata e M laevigata. A análise qualitativa desses extratos nos permitiu identificar como substâncias majoritárias, cumarina e lupeol, em M laevigata, e lupeol e uma substância não identificada em M glomerata. A padronização do método analítico em GC-MS permitiu a diferenciação das duas espécies, ) sendo utilizadas amostras de folhas de "guaco" de diversas regiões do país, e proposta suas identidades
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.05.2008
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Fernanda Peres; OLIVEIRA, Dionéia Camilo Rodrigues de. Análises químicas qualitativas e quantitativas de duas espécies de Mikania: Mikania glomerata Sprengel e Mikania laevigata Schultz Bip. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-02102008-163106/ >.
    • APA

      Ferreira, F. P., & Oliveira, D. C. R. de. (2008). Análises químicas qualitativas e quantitativas de duas espécies de Mikania: Mikania glomerata Sprengel e Mikania laevigata Schultz Bip. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-02102008-163106/
    • NLM

      Ferreira FP, Oliveira DCR de. Análises químicas qualitativas e quantitativas de duas espécies de Mikania: Mikania glomerata Sprengel e Mikania laevigata Schultz Bip [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-02102008-163106/
    • Vancouver

      Ferreira FP, Oliveira DCR de. Análises químicas qualitativas e quantitativas de duas espécies de Mikania: Mikania glomerata Sprengel e Mikania laevigata Schultz Bip [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-02102008-163106/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020