Exportar registro bibliográfico

Efeito do cluster MIR-17-92 na proliferação de linhagem derivada de carcinoma anaplásico de tireóide in vitro e in vivo (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: KIMURA, EDNA TERUKO - ICB
  • Unidade: ICB
  • Assunto: HISTOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: MicroRNAs (miRNAs) constituem uma classe recém descoberta de reguladores pós-transcricionais da expressão gênica formada por pequenos RNAs endógenos não codificantes (~22 nt). Os miRNAs inibem a tradução por pareamento imperfeito e múltiplo na região 3´ não traduzida dos mRNAs alvos. Até o momento, cerca de 500 genes de miRNAs foram identificados no homem, sendo que alguns destes localizam-se em agrupamentos (cluster) no genoma como miR-17-92, composto por 7 miRNAs diferentes. Estudos recentes indicam participação dos miRNAs no câncer, regulando funções celulares como proliferação e apoptose. Neste estudo, avaliamos o efeito do cluster de microRNAs miR-17-92 na proliferação celular do câncer de tireóide utilizando como modelo a linhagem ARO, derivada de carcinoma anaplásico de tireóide. Para tanto, células ARO foram cultivadas em meio RPMI 1640 com 10% SBF a 37 °C e CO2 5%. O plasmídeo pcDNA3 contendo o cluster miR-17-92 foi transfectado nessas células (ARO-miR-17-92) utilizando lipofectamine. Como controle o plasmídeo vazio foi transfectado (ARO-CTR). Linhagens estáveis foram obtidas por seleção com neomicina (30mg/mL). Estudamos o efeito de miR-17-92 por: I) avaliação da proliferação celular in vitro: i) número de células - 7x104 células/well foram semeadas em placas de 6-well em triplicata. A contagem em câmara de Neubauer modificada foi realizada após 24, 48 e 72 horas; ii) ensaio de viabilidade celular (teste MTT)- 5x103 células/well foram cultivadas emplaca de 96-well até semiconfluência, quando o MTT foi adicionado (0,125mg/mL).Três horas após, o meio foi removido e as células foram solubilizadas com HCl 0,04M em isopropanol. A absorbância do produto da reação foi medida por espectrofotometria (A595). II) xenotransplante em camundongos nude: 2x106 células ARO-miR-17-92 em PBS foram injetadas no flanco direito de camundongos nude (n = 7) e no flanco esquerdo foram injetadas células ARO-CTR. O crescimento dos tumores (volume) foi acompanhado a cada 3 dias e os animais foram mortos 21 dias após o xenotransplante. Nos ensaios in vitro, as células ARO-miR-17-92 mostram aumento de proliferação celular. Após 72 horas de cultivo, a contagem mostra um número 36% maior de células ARO-miR-17-92 em comparação ao controle (ARO-miR17-92: 46,00 x 104 ± 1,88x10 células; ARO-CTR: 33,80 x 104 ± 2,31 x 104 células - p < 0,01), refletindo o aumento de 28% na viabilidade celular observado no MTT (AROmiR17-92: 0,267; ARO-CTR: 0,206 - p < 0,05). Por outro lado, no xenotransplante em camundongos nude, o crescimento das células AROmiR-17-92 é 57% menor do que o controle. (ARO-miR-17-92: 138,37±46,78; ARO-CTR: 301,91±60,26 mm3 - p < 0,01). Os resultados in vitro de indução da proliferação das células ARO-miR-17-92 estão de acordo com a literatura, que mostra o aumento da expressão de miR-17-92 em diversos tipos de câncer incluindo as formas mais agressivas do câncer de pulmão e linfoma. No entanto, o menorcrescimento das células ARO-miR-17-92 observado no xenotransplante indica a participação de outros fatores no controle da proliferação celular como a interação com o microambiente tumoral. Assim, estudos futuros de validação de função e alvos dos componentes do cluster miR-17-92 poderão contribuir para o entendimento dos efeitos distintos que observamos nos experimentos in vitro e in vivo
  • Imprenta:
  • Source:
  • Conference titles: Encontro Brasileiro de Tiróide

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FUZIWARA, C.S.; RICARTE-FILHO, J.C.M.; DA SILVA, M.J.; KIMURA, Edna Teruko. Efeito do cluster MIR-17-92 na proliferação de linhagem derivada de carcinoma anaplásico de tireóide in vitro e in vivo. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia[S.l: s.n.], 2008.
    • APA

      Fuziwara, C. S., Ricarte-Filho, J. C. M., Da Silva, M. J., & Kimura, E. T. (2008). Efeito do cluster MIR-17-92 na proliferação de linhagem derivada de carcinoma anaplásico de tireóide in vitro e in vivo. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia. Campinas.
    • NLM

      Fuziwara CS, Ricarte-Filho JCM, Da Silva MJ, Kimura ET. Efeito do cluster MIR-17-92 na proliferação de linhagem derivada de carcinoma anaplásico de tireóide in vitro e in vivo. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia. 2008 ; 52
    • Vancouver

      Fuziwara CS, Ricarte-Filho JCM, Da Silva MJ, Kimura ET. Efeito do cluster MIR-17-92 na proliferação de linhagem derivada de carcinoma anaplásico de tireóide in vitro e in vivo. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia. 2008 ; 52


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021