Exportar registro bibliográfico

Acidente de trabalho com risco biológico: repercussões psicossociais na vida familiar do profissional da saúde (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CASTANHA, ALESSANDRA RAMOS - FFCLRP
  • Unidades: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: ACIDENTES DE TRABALHO; BIOSSEGURANÇA; RELAÇÕES FAMILIARES; PROFISSIONAIS DA SAÚDE
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A exposição ocupacional a Material Biológico Potencialmente Contaminado (MBPC) tem repercussão na vida social e familiar, configurando uma aproximação entre contextos. O espaço social e pessoal, particular, é invadido de forma desorganizadora pelo impacto do acidente. Objetivos: Investigar as representações sociais (RS) acerca do acidente a MBPC elaboradas pelas pessoas do convívio íntimo (familiares, relacionamentos amorosos e amigos próximos) dos trabalhadores da área da saúde que sofreram esse tipo de acidente, assim como, identificar as concepções sobre o que desencadeia o acidente, as reações frente à notícia, as expectativas frente aos exames e as repercussões do acidente no contexto familiar, visando subsidiar programas de suporte psicológico a esses trabalhadores e seus familiares. Método: Esta pesquisa foi desenvolvida no Ambulatório de Acidentes Ocupacionais ao Profissional da Saúde situado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP (HCFMRP-USP). A amostra foi constituída por 13 pessoas do convívio íntimo do trabalhador da área da saúde. Para cada trabalhador acidentado participou apenas uma das pessoas do seu convívio íntimo, indicada pelo mesmo. Para a obtenção dos dados foram utilizadas entrevistas semi-estruturadas e foi adotado o critério de saturação para definir o tamanho da amostra. Utilizando como base o aporte teórico das RS, os conteúdos emergentes foram analisados segundo o método de caracterização e análise de conteúdo desenvolvido por Bardin. Este estudo foi realizado considerando os aspectos éticos pertinentes a pesquisas envolvendo seres humanos. Resultados: Os conteúdos abordados nas entrevistas ficaram circunscritos a quatro classes temáticas. A primeira delas foi denominada Causas do acidente e possui duas categorias: Dimensão Operacional e Dimensão Subjetiva. Na dimensão operacional estão presentes alguns fatores, tais como: arealização de procedimentos inadequados, a não-utilização de equipamento de proteção individual e a sobrecarga de trabalho. Já na dimensão subjetiva emergiram três diferentes Locus de controle que irão justificar as causas do acidente, a saber: o interno; o externo e o teleológico. A segunda classe temática foi denominada de Conseqüências biopsicossociais do acidente e possui duas categorias: Fisiológica, que diz respeito aos efeitos colaterais e ao acompanhamento clínico e ambulatorial para o controle de exames de saúde; e Psicossocial, que retrata algumas das conseqüências do acidente na vida social e familiar do trabalhador da área da saúde. A terceira classe temática refere-se à aids e possui uma categoria denominada de Representações da aids. Esta categoria demonstra a maneira pela qual a aids é concebida pelas pessoas do convívio íntimo dos trabalhadores da área da saúde. A quarta, e última, classe temática refere-se à Hepatite e possui uma categoria denominada de Representações da Hepatite. Esta categoria demonstra a maneira pela qual a hepatite é concebida. Considerações Finais: As conseqüências do acidente foram representadas como expressões biopsicossociais que afetam não só os trabalhadores envolvidos no acidente, mas também as pessoas do seu convívio íntimo. As representações da aids ultrapassaram o aspecto biológico e atingiram o preconceito, a segregação e o estigma, aspectos tão próprios da aids. As representações acerca da hepatite C por sua vez, permitiram captar um conjunto pouco articulado e coerente de informações. O acidente de trabalho com MBPC deve ser visto dentro de uma concepção mais abrangente, reconhecendo-o não somente como uma lesão fisica, mas também como fenômeno econômico, psicossocial e legal que permite examiná-lo como problema de Saúde Pública
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.06.2008

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CASTANHA, Alessandra Ramos; MACHADO, Alcyone Artioli. Acidente de trabalho com risco biológico: repercussões psicossociais na vida familiar do profissional da saúde. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.
    • APA

      Castanha, A. R., & Machado, A. A. (2008). Acidente de trabalho com risco biológico: repercussões psicossociais na vida familiar do profissional da saúde. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Castanha AR, Machado AA. Acidente de trabalho com risco biológico: repercussões psicossociais na vida familiar do profissional da saúde. 2008 ;
    • Vancouver

      Castanha AR, Machado AA. Acidente de trabalho com risco biológico: repercussões psicossociais na vida familiar do profissional da saúde. 2008 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020