Exportar registro bibliográfico

Infecção e colonização de goiabas por Colletotrichum gloeosporioides e Colletotrichum acutatum sob diferentes temperaturas e períodos de molhamento (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: SOARES, ANA RAQUEL - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LEF
  • Subjects: ANTRACNOSE; FUNGOS FITOPATOGÊNICOS; GERMINAÇÃO; GOIABA; TEMPERATURA
  • Language: Português
  • Abstract: Duas espécies de Colletotrichum podem causar antracnose em goiabas: C. gloeosporioides e C. acutatum. Apesar de ser a principal doença pós-colheita da cultura, a influência de variáveis ambientais no seu desenvolvimento é desconhecida. O objetivo do presente trabalho foi determinar a influência das variáveis ambientais no desenvolvimento in vitro e nos processos de infecção e colonização dos fungos Colletotrichum gloeosporioides e C. acutatum em goiabas. A germinação e a formação de apressórios foram determinadas sob temperaturas de 10, 15, 20, 25, 30, 35 e 40 °C, com períodos de molhamento de 6, 12 e 24 horas, sob escuro contínuo. Nos experimentos in vivo, goiabas "Kumagai" e "Pedro Sato" foram inoculadas, por ferimento, com suspensão de conídios das duas espécies e incubadas em câmaras de crescimento a 15, 20, 25 e 30 °C e períodos de molhamento de 6 e 24 horas. Avaliou-se a incidência de frutos doentes, o diâmetro das lesões, a taxa de progresso da doença e os períodos de incubação e latência. Nas goiabas "Kumagai" também foi avaliada a influência dos estádios de maturação dos frutos no progresso da doença. Não houve germinação a 40 °C em nenhuma das duas espécies. A faixa favorável à germinação e à formação de apressórios in vitro foi de 15 a 30 °C para C. gloeosporioides, com máximo a 25 °C e de 20 a 25 °C para C. acutatum, com máximo a 20 °CPara C. acutatum, a germinação foi mais sensível a variações no período de molhamento, sendo significativamentemenor com 6 horas em relação a 12 e 24 horas. Nos experimentos in vivo, temperaturas de 25 e 30 °C e 24 horas de molhamento foram mais favoráveis para as variáveis analisadas em goiaba "Kumagai". Os diâmetros máximos de lesão foram de 4,0 cm para C. gloeosporioides e 4,1 cm para C. acutatum, em frutos em ponto de colheita, incubados sob temperatura de 25 °C. A maior incidência da doença (100%) ocorreu 10 dias após a inoculação, a 300e e 24 horas de molhamento. O menor período de incubação foi de 7 dias para as duas espécies, observado a 30 °C e o menor período de latência foi de 10 e 9 dias para C. gloeosporioides e C. acutatum, respectivamente, sob temperaturas de 25 ou 30 °C. Em goiabas "Pedro Sato", as temperaturas entre 20 e 30 °C e 24 horas de molhamento foram mais favoráveis. Os diâmetros máximos de lesão foram de 3,3 cm para C. gloeosporioides e 3,2 cm para C. acutatum sob temperatura de 25 °C. A maior incidência da doença (100%) ocorreu 10 dias após a inoculação, a 25 e 300e sob 6 horas de molhamento. O período de incubação foi de 7 dias para as duas espécies entre 20 e 30 °C e o período de latência foi de 8 dias para C. gloeosporioides e 9 dias para C. acutatum sob temperaturas de 25 e 30 °C. As condições requeridas para as duas espécies fúngicas foram semelhantes, embora o intervalo de favorabilidade seja mais amplo na goiaba "Pedro Sato"
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.04.2008
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOARES, Ana Raquel; AMORIM, Lílian. Infecção e colonização de goiabas por Colletotrichum gloeosporioides e Colletotrichum acutatum sob diferentes temperaturas e períodos de molhamento. 2008.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-17072008-154409/ >.
    • APA

      Soares, A. R., & Amorim, L. (2008). Infecção e colonização de goiabas por Colletotrichum gloeosporioides e Colletotrichum acutatum sob diferentes temperaturas e períodos de molhamento. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-17072008-154409/
    • NLM

      Soares AR, Amorim L. Infecção e colonização de goiabas por Colletotrichum gloeosporioides e Colletotrichum acutatum sob diferentes temperaturas e períodos de molhamento [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-17072008-154409/
    • Vancouver

      Soares AR, Amorim L. Infecção e colonização de goiabas por Colletotrichum gloeosporioides e Colletotrichum acutatum sob diferentes temperaturas e períodos de molhamento [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-17072008-154409/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021