Exportar registro bibliográfico

Comparação da viabilidade das células mononucleares totais da medula óssea de suínos em diferentes protocolos de congelamento (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, WALKIRIA FERREIRA - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCI
  • Subjects: CÉLULAS (VIABILIDADE); SUÍNOS; CRIOPRESERVAÇÃO ANIMAL; MEDULA ÓSSEA DE ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: A necessidade de tratamentos mais eficazes e menos invasivos para os pacientes, em adição à capacidade de diferenciação celular da medula óssea sugere que o transplante de células mononucleares totais poderia ser uma das melhores formas de tratamento para as diversas patologias existentes. Entretanto, vários fatores implicam sobre a viabilidade das células da medula óssea dos quais destacamos a ausência de padronização de protocolo de criopreservação que permita a manutenção da viabilidade celular, sendo altamente necessário o desenvolvimento de estudos nesta área. Deste modo, neste estudo, após a anestesia de um grupo de animais foi realizada punção da medula óssea, separação das células mononucleares e avaliação da viabilidade. Foram testados oito meios diferentes para criopreservação das células. O meio de congelamento A é composto por 20% dimetilsulfóxido (DMSO), 40% Dulbecco´s Modified Eagle´s Médium (DMEM) e 40% de Plasma Autólogo, o meio de congelamento B contém 20% dimetilsulfóxido (DMSO), 40% Roswell Park Memorial Institute (RPMI) e 40% de Plasma Autólogo, o meio de congelamento C tem em sua composição 20% dimetilsulfóxido (DMSO), 40% soro fetal bovino (SFB) e 40% plasma autólogo, o meio de congelamento D é composto de 20% dimetilsulfóxido (DMSO) e 80% de plasma autólogo, o meio E constitui-se de 5% dimetilsulfóxido (DMSO), 47,5% de Dulbecco's Modified Eagle's Médium (DMEM) e 47,5% de plasma autólogo, o meio F contém 5% dimetilsulfóxido(DMSO), 47,5% de Roswell Park Memorial Institute (RPMI) e 47,5% de plasma autólogo, o meio G contém 5% dimetilsulfóxido (DMSO), 47,5% de soro fetal bovino (SFB) e 47,5% de plasma autólogo e o meio H constitui-se de 5% dimetilsulfóxido (DMSO) e 95% de plasma autólogo. Após as análises realizadas pela técnica de citometria de fluxo, o meio mais eficiente na criopreservação das células mononucleares de suínos foi o protocolo D ) por possuir maior concentração de plasma autólogo e crioprotetor.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.12.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Walkiria Ferreira; MIGLINO, Maria Angélica. Comparação da viabilidade das células mononucleares totais da medula óssea de suínos em diferentes protocolos de congelamento. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-18032008-151448/ >.
    • APA

      Silva, W. F., & Miglino, M. A. (2007). Comparação da viabilidade das células mononucleares totais da medula óssea de suínos em diferentes protocolos de congelamento. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-18032008-151448/
    • NLM

      Silva WF, Miglino MA. Comparação da viabilidade das células mononucleares totais da medula óssea de suínos em diferentes protocolos de congelamento [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-18032008-151448/
    • Vancouver

      Silva WF, Miglino MA. Comparação da viabilidade das células mononucleares totais da medula óssea de suínos em diferentes protocolos de congelamento [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-18032008-151448/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021