Exportar registro bibliográfico

Neovascularização retiniana induzida por fração angiogênica derivada do látex: modelo experimental em coelhos (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: SAMPAIO, ROMINA BARRETO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: ROO
  • Subjects: NEOVASCULARIZAÇÃO RETINIANA; LATEX (EFEITOS;EXPERIMENTAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo do estudo foi desenvolver um modelo experimental de neovascularização retiniana em coelhos utilizando, como fator angiogênico, uma fração purificada derivada do látex natural (FAL). A FAL foi encapsulada em microesferas de polímeros derivados dos ácidos lático e glicólico (PLGA), formando um sistema de liberação lenta do fator, e introduzido no olho direito de cada animal através da injeção intravítrea de O,1ml da solução. Foram utilizados 32 coelhos albinos da raça Nova Zelândia, separados em 4 grupos de 8 animais. Os grupos I, II e III receberam microesferas contendo a FAL nas quantidades específicas de 10µg, 30µg e 50µg, respectivamente, e o grupo IV recebeu microesferas sem a fração angiogênica (grupo controle). Acompanhamento semanal dos animais com os exames de oftalmoscopia e angiografia fluoresceínica foi realizado, quando então se procedeu a enucleação na 4ª semana para estudo histopatológico. Todos os olhos do grupo I demonstraram aumento da tortuosidade vascular, associado a alterações telangiectásicas e hemorragias puntiformes 14 dias após a injeção, mantendo-se até a 4ª semana, porém sem a presença de neovasos. Os do grupo II apresentaram alterações vasculares semelhantes às do grupo I, sendo que cinqüenta por cento deste grupo desenvolveu neovascularização retiniana, verificada à angiografia 21 dias após a injeção evoluindo com tração fibrovascular no 28º dia. Todos os animais do grupo apresentaram acentuada tortuosidadevascular e neovasos retinianos a partir da 2ª semana do estudo, progredindo para tração fibrovascular e descolamento tracional da retina. Não foram observadas alterações vasculares ou neovasos nos olhos do grupo IV. O estudo histopatológico do tecido retiniano confirmou a presença de neovasos nos grupos II e III, previamente demonstrados no exame de angiografia fluoresceínica, não observados no grupo controle. Os resultados mostraram que a injeção intravítrea de 30µg e de 50µg da fração angiogênica derivada do látex natural (FAL) foi capaz de induzir a formação de neovasos em retina de coelhos. A relevância desse trabalho foi o desenvolvimento de um modelo de neovascularização retiniana simples, utilizando-se uma droga barata, facilmente encontrada na natureza: o látex de seringueira
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.12.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SAMPAIO, Romina Barreto; RODRIGO, Jorge. Neovascularização retiniana induzida por fração angiogênica derivada do látex: modelo experimental em coelhos. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Sampaio, R. B., & Rodrigo, J. (2007). Neovascularização retiniana induzida por fração angiogênica derivada do látex: modelo experimental em coelhos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Sampaio RB, Rodrigo J. Neovascularização retiniana induzida por fração angiogênica derivada do látex: modelo experimental em coelhos. 2007 ;
    • Vancouver

      Sampaio RB, Rodrigo J. Neovascularização retiniana induzida por fração angiogênica derivada do látex: modelo experimental em coelhos. 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021