Exportar registro bibliográfico

Reformas na indústrias elétrica brasileira: a disputa pelas fontes e o controle dos excedentes (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: GONÇALVES JÚNIOR, DORIVAL - ENERGIA
  • Unidade: ENERGIA
  • Subjects: PRIVATIZAÇÃO; ENERGIA ELÉTRICA (ASPECTOS ECONÔMICOS)
  • Language: Português
  • Abstract: NA INDÚSTRIA ELÉTRICA BRASILEIRA: A DISPUTA PELAS 'FONTES' E O CONTROLE DO TRABALHO EXCEDENTE" - tem a pretensão de compreender o passado e o presente das mudanças na indústria de eletricidade brasileira segundo a perspectiva da Economia Política em Marx. Os aspectos ligados à natureza, as técnicas e as tecnologias relacionadas à indústria de eletricidade são abordados enquanto manifestações da forma social da produção capitalista. ) A análise das relações e das contradições surgidas na produção/circulação - em geral, manifestas em crises que se propagam para a quase totalidade da produção - e no movimento de mudanças da indústria elétrica permite identificar, quais as principais forças econômicas atuantes e suas respectivas estratégias nos cenários de luta/controle pelo trabalho excedenteA indústria de infra-estrutura brasileira que produz, transporta e distribui a eletricidade, como parte integrante da cadeia da indústria elétrica, tem sido submetida, historicamente, a um movimento de permanente mudança em sua estrutura organizacional de produção. Estas, comumente, têm acontecido no interior de discussões realizadas nos meios empresariais, políticos - inclusive com a participação das burocracias de estado - e acadêmicos. De um modo geral, a classe trabalhadora sempre esteve ausente e nunca foi convidada a participar dos debates de como organizar a indústria de eletricidade. Aparentemente, as idéias vencedoras em cada época, acabam determinando a estrutura organizacional para aquele período histórico. Sinteticamente é comum caracterizar a evolução desta indústria em três grandes movimentos históricos. Primeiro, no princípio, quando é organizada a partir de investidores privados. Segundo, o período de grande expansão, quando a indústria de eletricidade é desenvolvida pelo Estado. Terceiro, o atual movimento de mudança, vem sendo reorganizada no sentido de retorná-la na totalidade ao controle privado. Em geral, estes movimentos de mudanças da indústria de eletricidade têm sido explicados, como resultado de tendências externas ideais, manifestadas por novas concepções organizacionais que visam o aperfeiçoamento da indústria de eletricidade, enquanto um bem para toda a sociedade. Dentro deste cenário, este estudo - "REFORMAS
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.09.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GONÇALVES JÚNIOR, Dorival; SAUER, Ildo Luís. Reformas na indústrias elétrica brasileira: a disputa pelas fontes e o controle dos excedentes. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-21052008-104515/ >.
    • APA

      Gonçalves Júnior, D., & Sauer, I. L. (2007). Reformas na indústrias elétrica brasileira: a disputa pelas fontes e o controle dos excedentes. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-21052008-104515/
    • NLM

      Gonçalves Júnior D, Sauer IL. Reformas na indústrias elétrica brasileira: a disputa pelas fontes e o controle dos excedentes [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-21052008-104515/
    • Vancouver

      Gonçalves Júnior D, Sauer IL. Reformas na indústrias elétrica brasileira: a disputa pelas fontes e o controle dos excedentes [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-21052008-104515/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021