Exportar registro bibliográfico

Relações de gênero e meio ambiente no espaço urbano de Presidente Prudente (SP): o trabalho da mulher e da criança nos resíduos sólidos urbanos (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: FRANCISCO, MARIA LUIZA OLIVEIRA DE - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: RELAÇÕES DE GÊNERO; MEIO AMBIENTE URBANO; TRABALHO FEMININO; TRABALHO DE MENOR; RESÍDUOS URBANOS; RESÍDUOS SÓLIDOS
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho tratou das relações entre geografia de gênero e meio ambiente no espaço urbano de Presidente Prudente através do trabalho da mulher e da criança nos resíduos sólidos urbanos (aterro controlado oficial).Assim analisou-se as relações de trabalho da família garimpeira no aterro controlado procurando verificar o papel da mulher garimpeira nas atividades produtivas e reprodutivas, os papéis de gênero atribuídos a ela pela família, a divisão do trabalho por gênero e idade e o papel da criança nas atividades produtivas e reprodutivas. Procurou-se caracterizar os estudos de geografia de gênero e meio ambiente no espaço urbano e suas vinculações com as estratégias de sobrevivência familiar. foi aplicado um questionário qualitativo junto a 30 mulheres garimpeiras.Verificou-se que, na cidade de Presidente Prudente, a forma de disposição utilizada para o lixo desde a fundação da cidade foi o aterro controlado, ou seja, o lixo era depositado e depois coberto por camadas de solo. Desde o início do povoamento até 1997, ano da criação do aterro controlado oficial, o lixo foi empregado para tampar / aterrar erosões em fundos de vale, principalmente nas regiões além linha férrea, no caso, zona norte e zona leste,áreas situadas na periferia da cidade com topografia acidentada, ocupadas por populações de baixarenda e faveladas, quando não, clandestinas.Constatou-se que as atividades produtivas desenvolvidas pela mulher e criança no aterro e as atividades reprodutivasdesenvolvidas pela mulher e criança em casa são fundamentais para a produção e reprodução da força de trabalho, ou seja, na manutenção da sobrevivência familiar.Constatou-se uma dupla jornada de trabalho para as mulheres catadoras representada pelo tempo gasto nas "atividades de casa" (trabalho reprodutivo) e pelo tempo gasto nas atividades produtivas no aterro.A soma das atividades produtivas com as reprodutivas demarcam um elevado sobretrabalho à ) à mulher representado na maior parte das vezes pelo exíguo tempo de repouso e lazer
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.09.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRANCISCO, Maria Luíza Oliveira de; LEMOS, Amália Inês Geraiges de. Relações de gênero e meio ambiente no espaço urbano de Presidente Prudente (SP): o trabalho da mulher e da criança nos resíduos sólidos urbanos. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.
    • APA

      Francisco, M. L. O. de, & Lemos, A. I. G. de. (2007). Relações de gênero e meio ambiente no espaço urbano de Presidente Prudente (SP): o trabalho da mulher e da criança nos resíduos sólidos urbanos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Francisco MLO de, Lemos AIG de. Relações de gênero e meio ambiente no espaço urbano de Presidente Prudente (SP): o trabalho da mulher e da criança nos resíduos sólidos urbanos. 2007 ;
    • Vancouver

      Francisco MLO de, Lemos AIG de. Relações de gênero e meio ambiente no espaço urbano de Presidente Prudente (SP): o trabalho da mulher e da criança nos resíduos sólidos urbanos. 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020