Exportar registro bibliográfico

Deposição de colesterol de uma microemulsão lipídica em fragmentos vasculares removidos de pacientes durante a cirurgia de revascularização miocárdica: estudos in vivo e in vitro (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: COUTO, RICARDO DAVID - FCF
  • Unidades: FCF
  • Sigla do Departamento: FBC
  • Subjects: ARTERIOSCLEROSE (PATOGENICIDADE;ESTUDO); LIPOPROTEÍNAS (METABOLISMO;ESTUDO); LIPOPROTEÍNAS LDL (METABOLISMO;ESTUDO); DOENÇAS CARDIOVASCULARES (ESTUDO CLÍNICO); HIPERCOLESTEROLEMIA (ESTUDO CLÍNICO)
  • Language: Português
  • Abstract: Como demonstrado em estudos prévios, quando injetada em indivíduos, a microemulsão Iipídica rica em colesterol sem proteína (LDE) que mimetiza a composição da LDL adquire apoE no plasma e é captada por receptores de LDL. No presente estudo, a LDE marcada com colesterol- `H POT.3`(CL) e oleato de colesterol- `C POT.14` (OC) foi injetada em 20 pacientes com doença arterial coronária antes da cirurgia de revascularização miocárdica. Fragmentos de aorta, artéria radial, artéria torácica interna, veia safena e pericárdio descartados durante a cirurgia foram coletados e analisado para radioatividade juntos com amostras seriadas de plasma. A contagem radioativa de LDE-OC foi maior do que a de LDE-CL em todas amostras de plasma coletadas durante 24h, entretanto a captação de LDE-CL foi expressivamente maior do que a do OC em todos os fragmentos. A captação de LDE-CL pela aorta foi cinco vezes maior do que a de LDE-OC (p `IGUAL` 0,0379), quatro vezes maior na artéria torácica interna (p `IGUAL` 0,033), dez vezes maior na veia safena (p `IGUAL` 0,006) e quatro vezes maior no pericárdio (p `IGUAL` 0,010). Apenas na artéria radial a captação não obteve significância estatística (p `IGUAL` 0,053). Os estudos in vitro de captação celular, bloqueio e das marcações imuno-histoquímicas confirmaram os achados in vivo. Concluindo, a expressiva captação vascular do CL comparada com à do OC sugere que o CL dissocia-se a partir das partículas da microemulsão e precipita-se nos vasos.Considerando a LDE como um modelo de microemulsão artificial para a LDL, as resultados sugerem que este tipo de deposição do CL na parede vascular pode constituir um novo mecanismo para a aterogênese
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.04.2005
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COUTO, Ricardo David; MARANHÃO, Raul Cavalcante. Deposição de colesterol de uma microemulsão lipídica em fragmentos vasculares removidos de pacientes durante a cirurgia de revascularização miocárdica: estudos in vivo e in vitro. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-06092017-125743/pt-br.php >.
    • APA

      Couto, R. D., & Maranhão, R. C. (2005). Deposição de colesterol de uma microemulsão lipídica em fragmentos vasculares removidos de pacientes durante a cirurgia de revascularização miocárdica: estudos in vivo e in vitro. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-06092017-125743/pt-br.php
    • NLM

      Couto RD, Maranhão RC. Deposição de colesterol de uma microemulsão lipídica em fragmentos vasculares removidos de pacientes durante a cirurgia de revascularização miocárdica: estudos in vivo e in vitro [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-06092017-125743/pt-br.php
    • Vancouver

      Couto RD, Maranhão RC. Deposição de colesterol de uma microemulsão lipídica em fragmentos vasculares removidos de pacientes durante a cirurgia de revascularização miocárdica: estudos in vivo e in vitro [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-06092017-125743/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020