Exportar registro bibliográfico

Da sedição dos mulatos à conjuração baiana de 1798: a construção de uma memória histórica (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: VALIM, PATRICIA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLH
  • Assunto: CONJURAÇÃO BAIANA (HISTORIOGRAFIA)
  • Language: Português
  • Abstract: Em 8 de novembro de 1799, quatro homens foram enforcados e esquartejados em praça pública na cidade de Salvador. Condenados por conspirarem contra a Coroa de Portugal, os alfaiates João de Deus do Nascimento e Manuel Faustino, e os soldados Lucas Dantas de Amorim Torres e Luiz Gonzaga das Virgens e Veiga foram considerados pelos Desembargadores do Tribunal da Relação da Bahia como sendo os únicos protagonistas de um movimento conhecido atualmente como Conjuração Baiana de 1798. O trágico fim desses homens foi reputado pela historiografia oitocentista como sendo uma anomalia social e manifestação da barbárie habilmente abortada pelas autoridades régias. Sob a pena dos intelectuais do século XX, entretanto, o evento foi considerado como a mais popular das revoltas que antecederam a emancipação política do Brasil, em 1822. Sendo que o exemplo mais notável, nesse caso, é a importante obra de Affonso Ruy, A Primeira Revolução Social Brasileira. Dessa feita, após as comemorações do primeiro centenário da Independência do Brasil, percebe-se que a pena histórica encarregou-se não só de alargar as bases sociais do evento, originalmente circunscrita aos médios e baixos setores da sociedade baiana da época, como, a partir de uma inversão historiográfica dos pólos das análises o transformou em um dos tournants da nossa história nacional. Da Sedição dos mulatos à Conjuração baiana de 1798, portanto, é a história da memória histórica de um evento pátrio cujo legado simbólico deseus protagonistas foi retomado de tempos em tempos e parece ser destinado a servir de instrumento privilegiado para a reflexão ao sabor de distintas conjunturas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.10.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VALIM, Patricia; ZERON, Carlos Alberto de Moura Ribeiro. Da sedição dos mulatos à conjuração baiana de 1798: a construção de uma memória histórica. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-12022008-111026/ >.
    • APA

      Valim, P., & Zeron, C. A. de M. R. (2007). Da sedição dos mulatos à conjuração baiana de 1798: a construção de uma memória histórica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-12022008-111026/
    • NLM

      Valim P, Zeron CA de MR. Da sedição dos mulatos à conjuração baiana de 1798: a construção de uma memória histórica [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-12022008-111026/
    • Vancouver

      Valim P, Zeron CA de MR. Da sedição dos mulatos à conjuração baiana de 1798: a construção de uma memória histórica [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-12022008-111026/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021