Exportar registro bibliográfico

Percepção háptica de peso: efeitos do movimento e da interferência visual (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PENHA, MÁRCIO ROGÉRIO - FFCLRP
  • Unidades: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: SENSIBILIDADE CUTÂNEA; PSICOFÍSICA (MÉTODOS); PERCEPÇÃO DE MOVIMENTO
  • Language: Português
  • Abstract: Weber sumarizou com excelência, as principais questões que precisam urgentemente de respostas mais completas e satisfatórias quanto à relação entre o peso e movimento: os diferentes órgãos percebem o peso da mesma maneira? Há diferença de percepção quando está envolvida a participação muscular? Entre seus resultados, mais especificamente a percepção de peso, foi encontrado que a participação muscular levava a uma maior acurácia. Sob este aspecto, foi delineado este trabalho envolvendo percepção de peso através de movimento dinâmico (quando há participação muscular) ou estático (sem esta participação), utilizando barreira visual e a colocação de peso sobre as mãos. Este trabalho teve como objetivos verificar experimentalmente se a diferença apenas percebida (dap) estava de acordo com a literatura, se o movimento alterava a percepção de peso, se a discriminação de peso era igual para ambos os sexos e como ocorre a percepção de peso com ou sem a presença de barreira visual. Para tanto, foram estudados 72 participantes, de ambos os sexos, verificando as condições ausência ou ocorrência de movimento e na ausência ou presença de barreira visual, através dos métodos de estimação de categoria e dos estímulos constantes. O experimento foi delineado com a utilização dos pesos subdivididos em dois grupos de 11 estímulos, que variavam em espaçamento de 5g e 2g, respectivamente. Durante o procedimento, os participantes foram apresentados aos estímulos em condiçõesdiferentes, a saber: movimento (com ausência ou presença de barreira visual) e ausência de movimento (com ausência ou presença de barreira visual). Os dados nos levam a concluir que a dap não está de acordo com a fração de Weber, postulada em artigos encontrados na literatura. Além disso, a fração de Weber encontrada para ausência de movimento é menor do que aquela postulada por Weber; embora a participação muscular leve a uma maior percepção de peso. Em relação à barreira visual, a sua presença leva a uma menor percepção do peso. Quanto ao gênero, as mulheres têm uma percepção de peso maior do que os homens principalmente quando há ausência de movimento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.12.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PENHA, Márcio Rogério; DA SILVA, José Aparecido. Percepção háptica de peso: efeitos do movimento e da interferência visual. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Penha, M. R., & Da Silva, J. A. (2007). Percepção háptica de peso: efeitos do movimento e da interferência visual. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Penha MR, Da Silva JA. Percepção háptica de peso: efeitos do movimento e da interferência visual. 2007 ;
    • Vancouver

      Penha MR, Da Silva JA. Percepção háptica de peso: efeitos do movimento e da interferência visual. 2007 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020