Exportar registro bibliográfico

Atividade física, tabagismo e consumo de álcool em adolescentes da Grande São Paulo (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: GALVANESE, GRÉCIA CONCEIÇÃO SOARES DA MOTTA - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • Subjects: ADOLESCENTES; LEVANTAMENTOS EPIDEMIOLÓGICOS; EXERCÍCIO FÍSICO; TABAGISMO (EPIDEMIOLOGIA); ALCOOLISMO (EPIDEMIOLOGIA); MODO DE VIDA; ESTUDOS TRANSVERSAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: No Brasil, são raros os estudos de base populacional sobre atividade física, tabagismo e consumo de álcool. O conhecimento de suas prevalências e fatores associados é de grande importância na prevenção das doenças da vida adulta e na construção de condições adequadas de saúde e de vida para os adolescentes. Objetivo: Analisar aspectos de estilo de vida (atividade física, tabagismo e consumo de álcool) em população adolescente de 12 a 19 anos segundo características demográficas e sócio-econômicas em áreas da Região Metropolitana de São Paulo. Métodos: Estudo de base populacional, transversal, com informações do inquérito domiciliar de saúde no Estado de São Paulo - ISA-SP, realizado em duas áreas: parte da Região Sudoeste da Grande São Paulo e Sub-Prefeitura do Butantã no município de São Paulo. Foi utilizada amostragem probabilística, estratificada, por conglomerados e ponderada. As análises estatísticas foram realizadas a partir dos Modelos de Regressão de Poisson, com o programa STATA, versões 8 e 9, módulo "survey". Resultados: Foram avaliados 823 adolescentes. A prevalência de prática de esporte foi de 73,07 por cento, diminuindo com idade; maiores valores entre os adolescentes do sexo masculino, os de nível de escolaridade adequado, os exclusivamente estudantes e os pertencentes a famílias com chefe de maior escolaridade. Futebol foi o esporte mais praticado. Foi encontrada elevada prevalência de adolescentes de 15 a 19 anos ativos fisicamente (74,44 porcento), sem diferenças significativas em relação a variáveis sócio-econômicas. A proporção de adolescentes que assistiam TV por 4 horas ou mais ao dia foi de 29,35 por cento com diferença significativa somente quanto à atividade, sendo menor entre os que trabalhavam. ) A prevalência do tabagismo foi de 8,22 por cento, sendo maior entre 15 a 19 anos, entre os não-solteiros, os com defasagem escolar, os pertencentes a famílias com renda per capita menor do que 2,5 salários-mínimos e os que consumiam álcool. O consumo de álcool foi referido por 37,58 por cento dos adolescentes, sendo significativamente maior entre o sexo masculino e os que fumavam. Conclusão: A prática de esportes apresentou associação positiva com melhores condições de vida. Análises de associação entre nível de atividade física e sedentarismo são bastante complexas. Tabagismo e consumo de álcool apresentaram associação positiva entre si e inversa com condições de vida
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.05.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GALVANESE, Grécia Conceição Soares da Motta; CESAR, Chester Luiz Galvão. Atividade física, tabagismo e consumo de álcool em adolescentes da Grande São Paulo. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.
    • APA

      Galvanese, G. C. S. da M., & Cesar, C. L. G. (2007). Atividade física, tabagismo e consumo de álcool em adolescentes da Grande São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Galvanese GCS da M, Cesar CLG. Atividade física, tabagismo e consumo de álcool em adolescentes da Grande São Paulo. 2007 ;
    • Vancouver

      Galvanese GCS da M, Cesar CLG. Atividade física, tabagismo e consumo de álcool em adolescentes da Grande São Paulo. 2007 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021