Exportar registro bibliográfico

A adaptação social e econômica dos migrantes brasileiros no Japão (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: LITVIN, AARON - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FSL
  • Subjects: BRASILEIROS; POLÍTICA DE MIGRAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Esta dissertação analiza a adaptação social e econômica dos migrantes brasileiros no Japão. Desde uma mudança na política imigratôria do Japão em 1990 que permitiu aos descendentes (nikkei) de segunda e terceira geração trabalhar no Japão, centenas de milhares de brasileiros têm ido para o Japão. Os migrantes, chamados de "dekasseguis," hoje em dia são mais de 310,000 e estão distribuidos por várias províncias, as populações maiores sendo as de Aichi e Shizuoka. As fundamentais teorias sociolôgicas de migração - equilíbrio econômico, atração-repulsão, mercados de imigração, escolha racional e segmentos secundários de emprego - ajudam em explicar as forças por trás do movimento migratôrio do Brasil ao Japão. O presente estudo utiliza entrevistas realizadas nos dois países e questionários aplicados em três províncias do Japão (Shizuoka, Gunma, and Yamanashi) para coletar informações novas sobre os migrantes brasileiros e para facilitar uma análise qualitativa da adaptação dos migrantes e do estado do movimento dekassegui. As respostas apresentam algumas tendências gerais. Talvez a caraterística mais evidente seja a motivação quase completamente econômica dos migrantes (e não os fatores de laços étnicos ou interesse cultural articulados por alguns pesquisadores). Outra observação é a tendência por parte dos migrantes de permanecer no Japão por mais tempo do que eles mesmos tinham previsto: a maioria dos respondentes tinha planejado ficar no Japão por poucosanos, mas apesar disso a maioria já está no país a mais tempo e uma proporção grande pretende ficar permanentemente. Muitos respondentes expressam sentimentos de alienação da sociedade japonesa e muitos fazem críticas em relação aos outros brasileiros no Japão; no entanto, isso parece não influenciar tanto a auto-avaliação da sua adaptação no Japão. As considerações principais que levam os respondentes a permanecer no Japão são a estabilidade financeira, ) a segurança pública e a adaptação social dos filhos; por outro lado, os migrantes que pretendem retomar ao Brasil geralmente citam o desejo de comprar imôveis e/ou de fazer empreendimentos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.09.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LITVIN, Aaron; HIRANO, Sedi. A adaptação social e econômica dos migrantes brasileiros no Japão. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.
    • APA

      Litvin, A., & Hirano, S. (2007). A adaptação social e econômica dos migrantes brasileiros no Japão. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Litvin A, Hirano S. A adaptação social e econômica dos migrantes brasileiros no Japão. 2007 ;
    • Vancouver

      Litvin A, Hirano S. A adaptação social e econômica dos migrantes brasileiros no Japão. 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021