Exportar registro bibliográfico

Herança da senescência retardada em milho (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: COSTA, EMILIANO FERNANDES NASSAU - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LGN
  • Subjects: CRUZAMENTO VEGETAL; EXPRESSÃO GÊNICA; HEREDITARIEDADE; LINHAGENS VEGETAIS; MILHO; SELEÇÃO GENÉTICA
  • Language: Português
  • Abstract: A informação sobre o tipo de herança de um caráter considerado para fins de seleção é de extrema importância para o sucesso dos programas de melhoramento. O caráter senescência retardada, usualmente chamado de stay-green, tem sido relacionado em diversas culturas à tolerância a estresses abióticos, principalmente ao estresse devido à seca. Embora a maioria dos híbridos de milho comerciais sejam stay-green, as informações sobre o seu tipo de herança são muito limitadas. Assim, este trabalho teve como objetivo estudar a herança do caráter stay-green em milho tropical. O material genético utilizado incluiu 55 linhagens de diversas origens, a fim de representar a variabilidade genética em milho tropical. Foram realizados cruzamentos dialélicos parciais, onde 50 linhagens foram cruzadas com outras 5 linhagens utilizadas como testadoras, originando 250 cruzamentos. Os 250 cruzamentos e seis híbridos comerciais foram avaliados em 8 ambientes no delineamento de látice simples 16x16 com duas repetições. O caráter stay-green foi avaliado em cinco plantas competitivas por parcela, 120 dias após a semeadura, através de uma escala de notas visual de 1 a 5, onde a nota 1 se referia às plantas verdes e a nota 5 às plantas secas. Foi necessário tomar dados de florescimento feminino para utilizá-los como covariável nas análises estatísticas e corrigir as diferenças de maturação entre os cruzamentos. A análise de variância dialélica foi realizada de acordo com o método 4 do modelo1 de Griffing (1956), adaptado para dialelos parciais em múltiplos ambientes. A capacidade geral de combinação (CGC), tanto para as linhagens como para os testadores, e a capacidade específica de combinação (CEC) foram altamente significativas ) 01,0(<=P, mostrando que tanto a CGC como a CEC contribuíram significativamente para a expressão do caráter. Porém a contribuição da CGC foi de 69,06% e a da CEC foi de 30,94% para a variação entre cruzamentos, indicando que os efeitos aditivos, relacionados à CGC, são mais importantes que os efeitos não aditivos (dominância e epistasia), que são relacionados à CEC, na variação dos cruzamentos. Tanto a CGC como a CEC interagiram significativamente com o ambiente, evidenciando que estes parâmetros não são consistentes nos diversos ambientes. Então, a seleção para o caráter stay-green deve ser baseada em médias de experimentos avaliados com repetições em diversos ambientes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.12.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COSTA, Emiliano Fernandes Nassau; SOUZA JUNIOR, Claudio Lopes de. Herança da senescência retardada em milho. 2007.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-07022008-135209/ >.
    • APA

      Costa, E. F. N., & Souza Junior, C. L. de. (2007). Herança da senescência retardada em milho. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-07022008-135209/
    • NLM

      Costa EFN, Souza Junior CL de. Herança da senescência retardada em milho [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-07022008-135209/
    • Vancouver

      Costa EFN, Souza Junior CL de. Herança da senescência retardada em milho [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-07022008-135209/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021