Exportar registro bibliográfico

Comportamento ambiental da ametrina e suas influências sobre a diversidade da comunidade microbiana dos solos (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: CHAVES, ANA CLAUDIA DE OLIVEIRA - CENA
  • Unidade: CENA
  • Subjects: CARBONO 14; HERBICIDAS; MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO
  • Language: Português
  • Abstract: O herbicida ametrina é relativamente persistente no meio ambiente e está entre os cinco mais usados junto à cultura da cana-de-açúcar no Brasil. Técnicas radiométricas e moleculares foram utilizadas neste estudo para avaliar o potencial de sorção/dessorção e a biodegradação da ametrina, além do impacto do tempo de residência deste herbicida sobre a estrutura e a diversidade da comunidade microbiana, respectivamente. Os solos foram coletados em áreas florestais, sem histórico de aplicação de ametrina, sendo que um deles apresentou textura mais argilosa (NVef) e o outro mais arenosa (RQo). A ametrina apresentou baixo a moderado potencial de sorção (Kd = 2,2 e 9,9 L kg-1 nos solos RQo e NVef, respectivamente). Paralelamente, a taxa de biodegradação (tl/2 = 16 e 36 dias nos solos NVef e RQo, respectivamente) e a formação de resíduos ligados de 14C-ametrina ao solo (59 e 38 % da quantidade aplicada nos solos NVef e RQo, respectivamente) foram muito maiores no solo NVef, mostrando sua maior taxa de dissipação continua...) Houve também a formação de um metabólito de importância ambiental, o qual correspondeu a 19 e 26 % da quantidade aplicada após 70 dias da aplicação nos solos RQo e NVef, respectivamente. O DNA total foi extraído dos solos, com posterior uso da técnica de Reação em Cadeia da Polimerase associada à Eletroforese em Gel com Gradiente Desnaturante (PCR-DGGE). A aplicação da ametrina alterou a estrutura da comunidade microbiana emo ambos ossolos, sendo essa alteração mais evidente no solo NVef, principalmente nos períodos inicias da incubação. Os dados de seqüenciamento evidenciaram o predomínio dos seguintes filos: Froteobacteria, Ácidobacteria, Áctinobacteria e Bacteroidetes. Houve seleção de alguns filos no solo NVef mesmo com apenas 7 dias de incubação da ametrina; entretanto, não houve redução no número de filos no solo RQo. Isto permitiu concluir que a diversidade da população microbiana pode variar com a aplicação do herbicida ametrina, mas isto dependerá principalmente do tipo de solo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.10.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CHAVES, Ana Claudia de Oliveira; REGITANO, Jussara Borges. Comportamento ambiental da ametrina e suas influências sobre a diversidade da comunidade microbiana dos solos. 2007.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64133/tde-12122007-150411/ >.
    • APA

      Chaves, A. C. de O., & Regitano, J. B. (2007). Comportamento ambiental da ametrina e suas influências sobre a diversidade da comunidade microbiana dos solos. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64133/tde-12122007-150411/
    • NLM

      Chaves AC de O, Regitano JB. Comportamento ambiental da ametrina e suas influências sobre a diversidade da comunidade microbiana dos solos [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64133/tde-12122007-150411/
    • Vancouver

      Chaves AC de O, Regitano JB. Comportamento ambiental da ametrina e suas influências sobre a diversidade da comunidade microbiana dos solos [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64133/tde-12122007-150411/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021