Exportar registro bibliográfico

Estudo comparado da morfologia da região do ozóporo de opiliões Laniatores (Arachnida, Opiliones) (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: RODRIGUES, GISELE COVA DOS SANTOS - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIZ
  • Assunto: OPILIONA
  • Language: Português
  • Abstract: Uma peculiaridade bem conhecida da ordem Opiliones é seu modo de defesa do uso de substâncias químicas, sintetizadas em um par de glândulas exócrinas, cujas aberturas se localizam na lateral do prossoma e reconhecidas como ozóporo. Na sub-ordem dos Laniatores, objeto deste estudo, alguns padrões anatômicos foram identificados a partir de imagens obtidas por meio de microscopia eletrônica de varredura. O material biológico estudado faz parte do acervo do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo e do Museu Nacional do Rio de Janeiro. Ozóporos posicionados na margem lateral do escudo dorsal foram encontrados nas famílias Triaenonychidae, Agoristenidae, Biantidae, Cosmetidae, Epedanidae, Escadabiidae, Fissiphalidae, Minuidae, Phalangodidae, Samoidae, Stygnidae, Stygnommatidae, Zalmoxidae, e em Podoctidae, sendo neste último quase ventral. Apenas em Cranaidae e em Manaosbiidae foram encontrados ozóporos posicionados na porção mais dorsal do prossoma. Muitos são os que apresentam apófise na coxa que de fato representam uma barreira ou apenas têm o potencial de obstrução da saída da secreção de defesa, dependendo da mobilidade da perna. Em Triaenonychidae, observou-se uma grande apófise obliterando o ozóporo em Larifugela, sendo que em Biacumontia nota-se uma apófise similar, mas de tamanho consideravelmente reduzido. Cosmetidae também apresenta uma apófise na coxa II, próxima ao ozóporo que se apresenta circular e posicionado sobre um domo. Escadabiidae,Epedanidae e Fissiphalidae apresentam a abertura do ozóporo sobre um discreto domo e canais laterais bem delimitados por uma série de tuberculos, sendo o canal vertical desta última família melhor definido. Na espécie estudada de Phalangodidae, vale ressaltar a presença de um canal tranversal ligando, pela região dorsal, os canais laterais. Minuidae e Zlmoxidae apresentam uma abertura discreta voltada à porção posterior do corpo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.09.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RODRIGUES, Gisele Cova dos Santos; GNASPINI, Pedro. Estudo comparado da morfologia da região do ozóporo de opiliões Laniatores (Arachnida, Opiliones). 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-01022008-140508/ >.
    • APA

      Rodrigues, G. C. dos S., & Gnaspini, P. (2007). Estudo comparado da morfologia da região do ozóporo de opiliões Laniatores (Arachnida, Opiliones). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-01022008-140508/
    • NLM

      Rodrigues GC dos S, Gnaspini P. Estudo comparado da morfologia da região do ozóporo de opiliões Laniatores (Arachnida, Opiliones) [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-01022008-140508/
    • Vancouver

      Rodrigues GC dos S, Gnaspini P. Estudo comparado da morfologia da região do ozóporo de opiliões Laniatores (Arachnida, Opiliones) [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-01022008-140508/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021