Exportar registro bibliográfico

Expressão do p63, um marcador de células tronco epiteliais, em células ovais hepáticas de ratos (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated author: MARTINS, CAROLINA STELLA DE MELO - FMRP
  • School: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCA
  • Subjects: CÉLULAS-TRONCO; HEPATOPATIAS (REGENERAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: A regeneração hepática é reconhecida como um espetacular exemplo de crescimento tecidual ordenado e organizado. Entretanto, em circunstâncias especiais, como nas hepatites agudas fulminantes, a intensa proliferação dos hepatócitos é insuficiente para o restabelecimento da função e da massa tecidual hepáticas. Nestas situações de lesão parenquimatosa maciça e em modelos experimentais nos quais os hepatócitos estão impedidos de se replicar, o fígado passa a utilizar seu compartimento de células progenitoras, também denominadas de células ovais hepáticas (COH). Estas células apresentam elevado grau de indiferenciação, sendo capazes de originar hepatócitos, epitélio biliar, epitélio intestinal e pâncreas exócrino. Marcadores tradicionalmente associados às células tronco hematopoéticas encontram-se expressos pelas COH (p.ex. CD34, Thy-1 e c-kit). Entretanto, pouco se conhece a respeito de antígenos de células progenitoras epiteliais que também sejam expressos pelas COH. O objetivo do presente estudo foi avaliar a expressão da proteína p63, um conhecido marcador de células tronco epiteliais, nas COH. Ratos machos Wistar foram tratados com 2-acetilaminofluoreno (2-AAF) por 4 dias consecutivos, e no 5° dia foram submetidos a hepatectomia parcial a 70%, continuando-se o tratamento com 2-AAF por mais 7 dias. Os animais foram sacrificados aos dias 4°, 7°, 9° e 13° pós-cirurgia. Nas amostras teciduais hepáticas foi realizado estudo imuno-histoquímico para o p63e para reconhecidos marcadores de COH (CK19, Thy-1 e CD34). O antígeno p63 foi identificado no núcleo ovóide de pequenas células localizadas na região periportal nas proximidades dos dúctulos biliares. A simultânea marcação citoplasmática pelo CK19 confirmou se tratarem de COH. A curva de identificação celular pelo p63 revelou índices de marcação mais elevados no 70 e 90 dia pós-hepatectomia, padrão bastante semelhante ao encontrado para os antígenos Thy-1, CD34 e CK19. O menor número de células identificadas pelo p63 em comparação aos demais marcadores sugere maior grau de especificidade desta proteína. Recentes estudos demonstrando a diferenciação de células progenitoras da derme, positivas para o p63, em hepatócitos maduros, e também a expressão do antígeno p63 em células do colangiocarcinoma humano reforçam a hipótese de que as células progenitoras epiteliais e hepáticas possam compartilhar um mesmo marcador nuclear
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.09.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARTINS, Carolina Stella de Melo; RAMALHO, Fernando Silva. Expressão do p63, um marcador de células tronco epiteliais, em células ovais hepáticas de ratos. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Martins, C. S. de M., & Ramalho, F. S. (2007). Expressão do p63, um marcador de células tronco epiteliais, em células ovais hepáticas de ratos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Martins CS de M, Ramalho FS. Expressão do p63, um marcador de células tronco epiteliais, em células ovais hepáticas de ratos. 2007 ;
    • Vancouver

      Martins CS de M, Ramalho FS. Expressão do p63, um marcador de células tronco epiteliais, em células ovais hepáticas de ratos. 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022