Exportar registro bibliográfico

Co-expressão de leptina e receptores para estrógeno na região preóptica-hipotalâmica (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: BORGES, BRUNO DEL BIANCO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFI
  • Subjects: ESTRÓGENOS; RECEPTORES; NEUROFISIOLOGIA; ENDOCRINOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: O eixo reprodutivo tem como principal controlador o hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH). O estrógeno age em neurônios sintetizadores de GnRH, direta e indiretamente, modulando a secreção deste, por meio de seus receptores do tipo-‘alfa’ (ER-’alfa’) ou -‘beta’ (ER-’beta’). Há interação do eixo reprodutivo com o balanço energético e um possível mediador desta interação é a leptina, hormônio que age na regulação do metabolismo, do comportamento alimentar e da reprodução. Animais homozigotos para o gene "ob" (ob/ob) são incapazes de produzir leptina, tornando-se obesos e inférteis, efeitos que são revertidos após administração sistêmica de leptina. Além disso, o estrógeno pode modular a secreção de leptina pelos adipócitos. Assim, os objetivos deste trabalho foram verificar:1) se neurônios que expressam leptina também expressam ER-’alfa’ ou ER-’beta’ na área preóptica medial (MPOA) e nos núcleos hipotalâmicos arqueado (ARC), dorsomedial (HDM) e ventromedial (HVM); 2) se há variação da expressão gênica e protéica da leptina nessas regiões durante o ciclo estral ou em animais ovariectomizados (OVX) tratados com estrógeno e da expressão gênica da leptina na hipófise e no tecido adiposo dos animais OVX tratados com estrógeno ou veículo. Ratas Wistar (250-280g) com 3 ciclos regulares e OVX tratadas com estrógeno ou veículo foram utilizadas. Para verificar uma possível co-expressão realizou-se imunofluorescência para dupla marcação, com confirmação da co-expressão por meio de microscopia confocal. Para analisar expressão gênica e protéica foram utilizadas as técnicas de Real Time PCR e Western Blot, respectivamente. Nossos resultados mostraram co-expressão de leptina e ER-’alfa’ na MPOA e HDM, e leptina e ER-’beta’ na MPOA, HDM e ARC. Houve expressão gênica de leptina em metaestro, diestro e proestro na MPOA; metaestro e proestro no ARC; diestro, proestro e estro no HDM, mas não houve diferença estatística entre as expressões detectadas em cada área. Também, não houve diferença estatística da expressão gênica de leptina, na MPOA, no ARC, no HDM, na hipófise e no tecido adiposo entre animais OVX tratados com estrógeno e com veículo. Não foi possível detectar a leptina na MPOA, no ARC e no HDM. Em conclusão, os resultados do presente trabalho indicam que: há expressão de leptina na MPOA, ARC e HDM e o estrógeno pode modular a síntese de leptina diretamente nestas áreas relacionadas ao controle da função reprodutiva, possivelmente modulando a síntese de leptina por meio de mecanismos pós-transcricionais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.12.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BORGES, Bruno Del Bianco; FRANCI, Celso Rodrigues. Co-expressão de leptina e receptores para estrógeno na região preóptica-hipotalâmica. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Borges, B. D. B., & Franci, C. R. (2007). Co-expressão de leptina e receptores para estrógeno na região preóptica-hipotalâmica. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Borges BDB, Franci CR. Co-expressão de leptina e receptores para estrógeno na região preóptica-hipotalâmica. 2007 ;
    • Vancouver

      Borges BDB, Franci CR. Co-expressão de leptina e receptores para estrógeno na região preóptica-hipotalâmica. 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021