Exportar registro bibliográfico

Da discriminação à magnitude da sensação: um ensaio formal (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated author: CARVALHO, KÁTIA MONTEIRO RODRIGUES DE - FFCLRP
  • School: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subject: PSICOFÍSICA
  • Language: Português
  • Abstract: Por um caminho dedutivo formal, o presente estudo psicofisico investiga a relação entre a discriminação e a magnitude de resposta sensorial a estímulos de mesma modalidade perceptiva, estabelecendo uma conexão estatística entre a Fração de Weber (w) e o expoente (n) da função potência de Stevens. No desenvolvimento matemático dedutivo, reedita a lei de Ekman e utiliza a invariância da razão de respostas sensoriais a estímulos com diferença apenas perceptível, no valor de 0,03, para reescrever a função potência, agora com parâmetro w. Com base na premissa thurstoniana de que um fenômeno discriminatório subjaz a cada julgamento de sensação, busca a natureza estatística da distribuição das respostas sensoriais, no contínuo fisico e sensorial, deduzindo um modelo browniano de ativação neural, correlacionado ao funcionamento sensorial discriminatório. Os modelos propostos das distribuições das sensações e dos estímulos físicos são comparados a outros modelos estatísticos vigentes na literatura psicofísica quanto à predição do fenômeno biológico sensorial, utilizando dados experimentais da dissertação de mestrado de Fukusima (1988, FFCLRP, USP). A distribuição estatística de n e sua dispersão são investigadas em metanálise das pesquisas conduzidas no Laboratório de Psicofisica e Percepção da FFCLRP, USP, de 1988 a 2006. A distribuição estatística da Fração de Weber é deduzi da a partir da distribuição de n, possibilitando testar, estatisticamente, a premissathurstoniana inicial. Em todas as etapas dedutivas, o modelo matemático proposto é comparado à realidade biológica pela reprodução do fenômeno sensorial em simulação computacional, utilizando o método estocástico de Monte Carlo. Os resultados apontam uma relação inversa entre n e w, tendo a Fração de Ekman como constante de proporcionalidade; natureza browniana do fenômeno discriminatório, assim como da ativação neural; distribuição gama para a resposta sensorial no contínuo fisico e gama modificada através da função potência (GMPFP) para a resposta sensorial no contínuo psicológico; distribuição gaussiana do expoente n; taxa de dispersão de n com invariância intermodal no valor de 0,33; dependência da distribuição da Fração de Weber em relação à dispersão dos estímulos físicos utilizados na prova experimental, embora valores médios dos intervalos de confiança tenham podido ser estabelecidos a partir da invariância da taxa de dispersão de n; e veracidade estatística da premissa thurstoniana. O sistema sensorial processa a informação perceptiva em um código comum, que amplia a percepção de estímulos físicos com baixa variabilidade na natureza e comprime a percepção de estímulos físicos com alta variabilidade, donde decorre um novo conceito introduzido: curvas de isossensação. Conclui-se que é possível prever, estatisticamente, a magnitude aparente com base na discriminação sensorial e vice-versa
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.12.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO, Kátia Maria Monteiro Rodrigues de; DA SILVA, José Aparecido. Da discriminação à magnitude da sensação: um ensaio formal. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Carvalho, K. M. M. R. de, & Da Silva, J. A. (2007). Da discriminação à magnitude da sensação: um ensaio formal. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Carvalho KMMR de, Da Silva JA. Da discriminação à magnitude da sensação: um ensaio formal. 2007 ;
    • Vancouver

      Carvalho KMMR de, Da Silva JA. Da discriminação à magnitude da sensação: um ensaio formal. 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020