Exportar registro bibliográfico

Histomorfometria da interface osso-parafuso. Estudo metodológico experimental em vértebras de carneiro (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: FERREIRA, GRAZIELLA NASCIMENTO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: COLUNA VERTEBRAL; PARAFUSOS (FIXAÇÃO); OSSO E OSSOS
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo do estudo foi analisar as alterações agudas do tecido ósseo adjacente aos parafusos utilizados na fixação das placas cervicais anteriores, considerando o diâmetro do orifício piloto em relação ao diâmetro interno do parafuso. O estudo foi realizado em carneiros e a segunda vértebra cervical foi selecionada para o estudo. Foram utilizados parafusos de 3,5mm de diâmetro externo (2,4mm de diâmetro interno), que foram introduzidos após a realização de orifício piloto de 2,0mm e 2,5mm. Foram formados quatro grupos experimentais: 1 - orifício piloto de 2,0mm e colocação do parafuso 3,5mm, 2 - orifício piloto e colocação do parafuso de 2,5mm, 3 - orifício piloto de 2,0mm sem colocação do parafuso e 4 -orifício piloto de 2,5mm sem colocação do parafuso. A interface do tecido ósseo e o parafuso, ou somente as paredes nos grupos sem parafuso foram estudadas e comparadas por meio de estudo estatístico. Os parâmetros do estudo morfométrico selecionados para o estudo foram: densidade do tecido ósseo no interior da rosca do implante, densidade do tecido ósseo na área em espelho e superfície de contato do tecido ósseo e o implante. Para análise estatística, foi utilizado o teste não-paramétrico de Wilcoxon para amostras pareadas e o teste não-paramétrico de Mann-Whitney para amostras independentes, adotando como nível de significância, p ‘< OU =’ 0,05. Foi observado no grupo 1 (orifício piloto menor que o diâmetro interno do parafuso) que a densidade óssea nointerior da rosca do implante e a densidade óssea na área em espelho era maior que no grupo 2 (orifício piloto maior que o diâmetro interno do parafuso), mas sem diferença estatística. A superfície de contato entre o tecido ósseo e o implante foi maior no grupo 2 em relação ao grupo 1, mas sem diferença estatística. A comparação da densidade óssea na área em espelho entre os grupos com e sem implante (1 e 3) (2 e 4) mostrou que ela foi maior nos grupos com o implante, mas não apresentou diferença estatística. Foi observado pelos parâmetros histomorfométricos utilizados no estudo que a utilização de orifício piloto de menor diâmetro em relação ao diâmetro interno do parafuso apresentou a tendência a provocar maior compactação do osso ao redor do implante, embora diferença estatística entre os grupos não tenha sido observada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.11.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Graziella Nascimento; SHIMANO, Antônio Carlos. Histomorfometria da interface osso-parafuso. Estudo metodológico experimental em vértebras de carneiro. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Ferreira, G. N., & Shimano, A. C. (2007). Histomorfometria da interface osso-parafuso. Estudo metodológico experimental em vértebras de carneiro. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ferreira GN, Shimano AC. Histomorfometria da interface osso-parafuso. Estudo metodológico experimental em vértebras de carneiro. 2007 ;
    • Vancouver

      Ferreira GN, Shimano AC. Histomorfometria da interface osso-parafuso. Estudo metodológico experimental em vértebras de carneiro. 2007 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021