Exportar registro bibliográfico

Agir do comunicador e discurso moral: identidade, eficácia e verdade (2007)

  • Autor:
  • Autor USP: BARROS FILHO, CLOVIS DE - ECA
  • Unidade: ECA
  • Sigla do Departamento: CRP
  • Subjects: ÉTICA DA COMUNICAÇÃO; COMUNICAÇÃO (ANÁLISE DO DISCURSO)
  • Language: Português
  • Abstract: Esta tese é uma análise de discursos sobre o agir do profissional da mídia. Discursos enunciados pelos próprios profissionais, objeto da primeira parte, pelos acadêmicos de comunicação, analisados na segunda parte e por profissionais do mundo jurídico que põem termo ao trabalho. Desses discursos só interessam a essa investigação as reflexões sobre o agir ideal, sobre o dever ser da atuação desse profissional. Na primeira parte, analisamos o discurso moral enunciado por jornalistas, publicitários e relações públicas, colhidos em entrevista aberta. Propomos que pertencem a campos sociais distintos, relativamente autônomos. Condição material - propriamente social - de produção desses discursos constitutivos do nosso corpus. Nossa análise constata que esses profissionais em suas manifestações restringem o dever ser de suas atividades à relação entre as mensagens que produzem e o real que lhes serve de objeto. Moral da correspondência para uns, e da criação, para outros. Na segunda parte, são analisados discursos de docentes colhidos em entrevista e discursos doutrinários publicados. O foco permanece o agir ideal. Identificamos importate mudança no critério de moralidade.A mensagem para esses enunciadores é valorada em função do efeito produzido. Ética consequencialista. Efeitos nobres, ambiciosos, ligados ao bem comum e ao interesse coletivo, e efeitos pobres, restritos, circunscritos ao lucro de alguns poucos. A terceira parte, reúne,de um lado, discursos legais, produção de legisladores, profissionais da política e, de outro, discursos jurisprudenciais, enunciados por magistrados, agentes do campo jurídico. Ambos definem responsabilidades e as quantificam. Discursos de legisladores que marcam na constituição a ruptura simbólica com um período autoritário, de censura, que pretendem enterrar. E de magistrados que, recorrem a argumentos do senso comum, distantes dos aportes da literatura mais legítima do campo da comunicação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.06.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARROS FILHO, Clóvis de. Agir do comunicador e discurso moral: identidade, eficácia e verdade. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.
    • APA

      Barros Filho, C. de. (2007). Agir do comunicador e discurso moral: identidade, eficácia e verdade. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Barros Filho C de. Agir do comunicador e discurso moral: identidade, eficácia e verdade. 2007 ;
    • Vancouver

      Barros Filho C de. Agir do comunicador e discurso moral: identidade, eficácia e verdade. 2007 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021