Exportar registro bibliográfico

Ocorrência de ressonância hiponasal na fala de crianças com fissura lábio-palatina (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: KROOK, MARIA INES PEGORARO - FOB
  • Unidade: FOB
  • Subjects: FISSURA LÁBIOPALATINA; HIPONASALIDADE; CRIANÇAS
  • Language: Português
  • Abstract: 1. Objetivo: No indivíduo que nasce com fissura lábiopalatina, é comum que haja a inabilidade do mecanismo velofaríngeo e esta pode causar ressonância de fala hipernasal. Freqüentemente, esses indivíduos apresentam deformidades nasais que reduzem as dimensões internas da cavidade nasal e aumentam a resistência ao fluxo aéreo respiratório podendo afetar significativamente o potencial de ressonância nesta cavidade e/ou na nasofaríngea, gerando hiponasalidade. Por esta razão, este estudo objetivou investigar a ocorrência ressonância hiponasal na fala de crianças com fissura lábio-palatina operada. 2. Material e Método: A amostra foi constituída de 467 crianças com fissura unilateral de lábio e palato, de ambos os sexos, com idades variando entre 4 e 9 anos, operadas do lábio entre 3 e 6 meses de idade e do palato entre 12 e 18 meses de idade, regularmente matriculadas no Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo, em Bauru-SP. Embora as crianças tenham sido submetidas a uma avaliação fono-articulatória completa, somente foram coletados dos seus prontuários: 1) os resultados das avaliações perceptivoauditivas quanto à presença da hiponasalidade e a classificação de seu grau: leve, moderado, severo; 2) os resultados da avaliação da obstrução ou não da passagem de ar pela cavidade nasal detectada por meio do espelho de Glatzel durante a respiração; 3) os resultados da avaliação do Teste de Hiponasalidade proposto por BZOCH(1989) e adaptado por PEGORARO-KROOK (1995). Não foram incluídas no estudo, crianças: 1) com sintomas respiratórios ou com reação alérgica que resultasse em congestão nasal ou tosse no dia do exame, 2) portadoras de síndromes, 3) sem capacidade neurológica ou mental para realizar o exame. (continua) ) A condição auditiva só foi excludente a partir do relato dos pais sobre sua audição e de seu desempenho auditivo durante a conversação, levando a avaliadora a determinar sua audição como sendo insuficiente e inadequada para a execução dos procedimentos do estudo. 3. Resultados: De todos os prontuários analisados, foi encontrada hiponasalidade em 19 (4%). Desses 19 pacientes, apenas 1 apresentou ressonância de fala hiponasal em 4 avaliações fonoarticulatórias, os outros apresentaram em apenas 1, e, na última avaliação a qual cada paciente foi submetido no período proposto, 1 teve hiponasalidade e 2 hipernasalidade, tendo o restante, ressonância de fala normal. Sendo assim, 22 avaliações fonoarticulatórias apontaram a hiponasalidade, todavia 21 (95%) tinham relação com intercorrências de vias aéreas superiores. 4. Conclusão: Concluiu-se que a hiponasalidade em crianças com fissura lábio-palatina unilateral operada, no período de 4 a 9 anos, é mínima e, quando a mesma sobrevir, na maioria das vezes está relacionada a intercorrências envolvendo vias aéreas superiores causando obstrução nasal e/ou nasofaríngea no dia da avaliação fonoarticulatória
  • Imprenta:
  • Source:
  • Conference titles: Simpósio Internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo - SIICUSP

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      INÁCIO-LIMA, I.; PEGORARO-KROOK, Maria Inês. Ocorrência de ressonância hiponasal na fala de crianças com fissura lábio-palatina. Anais.. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2007.
    • APA

      Inácio-Lima, I., & Pegoraro-Krook, M. I. (2007). Ocorrência de ressonância hiponasal na fala de crianças com fissura lábio-palatina. In Resumos. São Paulo: Universidade de São Paulo.
    • NLM

      Inácio-Lima I, Pegoraro-Krook MI. Ocorrência de ressonância hiponasal na fala de crianças com fissura lábio-palatina. Resumos. 2007 ;
    • Vancouver

      Inácio-Lima I, Pegoraro-Krook MI. Ocorrência de ressonância hiponasal na fala de crianças com fissura lábio-palatina. Resumos. 2007 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021