Exportar registro bibliográfico

Aplicação dos estilos de aprendizagem na formação de equipes: um estudo de caso (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: FREITAS, ALESSANDRA APARECIDA DE - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SES
  • Subjects: ESTILO COGNITIVO; TRABALHO EM GRUPO; ENSINO SUPERIOR; ENGENHARIA
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho tem como principal objetivo observar e analisar qual a influência dos estilos de aprendizagem, ou seja, as diferentes preferências por perceber e processar as informações, na formação de equipes de alto-desempenho (todos os membros integrantes da equipe estão comprometidos com a aprendizagem do outro visando alcançar índices elevados de desempenho em uma disciplina ou atividade proposta). Com intuito de atingir o objetivo proposto foram aplicados os inventários de Felder e Silverman (1988) e o de Keirsey e Bates (1984) em uma amostra de 53 alunos do primeiro e do quinto anos de graduação do curso de engenharia de produção mecânica, da Universidade de São Paulo - USP/São Carlos. A partir da análise dos dados coletados buscou-se traçar um perfil dos estilos de aprendizagem (dominantes) desses estudantes e correlacioná-los com a utilização do trabalho em equipe em três diferentes formações (aleatória, homogênea e heterogênea) como estratégia educacional objetivando melhorias no ensino/aprendizagem de graduação, segundo os preceitos estabelecidos pela teoria. Além disso, foi realizada revisão bibliográfica que abrangeu estudos sobre os estilos de aprendizagem e as técnicas do trabalho em equipe, seus benefícios e dificuldades. Com isso, foi possível observar e analisar as influências do conhecimento dos estilos de aprendizagem na formação das equipes tendo como parâmetro o desempenho dos alunos na disciplina abordagens para a identificação e solução deproblemas em engenharia de produção. A pesquisa é caracterizada como exploratória e descritiva, por realizar descrições da situação, visando descobrir as relações (influência) existentes entre os elementos componentes da mesma, e por explorar o assunto anteriormente citado. Para a pesquisa teórico-empírica, aplicou-se na coleta de dados alguns questionários, os quais buscou verificar a percepção dos integrantes em relação a formação das equipes e a delegação de papéis. Com base nesses resultados foi possível realizar a análise e correlação entre as variáveis investigadas. De modo geral, observou-se nos resultados que, o conhecimento dos estilos de aprendizagem facilitou a formação das equipes uma vez que o auto-conhecimento propiciado pelos testes permitiram maior compreensão das dificuldades de algumas equipes e uma conseqüente intervenção de discentes e docentes visando maior aproveitamento e maior desempenho na respectiva disciplina
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.09.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FREITAS, Alessandra Aparecida de; BELHOT, Renato Vairo. Aplicação dos estilos de aprendizagem na formação de equipes: um estudo de caso. 2007.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18140/tde-10122007-094825/ >.
    • APA

      Freitas, A. A. de, & Belhot, R. V. (2007). Aplicação dos estilos de aprendizagem na formação de equipes: um estudo de caso. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18140/tde-10122007-094825/
    • NLM

      Freitas AA de, Belhot RV. Aplicação dos estilos de aprendizagem na formação de equipes: um estudo de caso [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18140/tde-10122007-094825/
    • Vancouver

      Freitas AA de, Belhot RV. Aplicação dos estilos de aprendizagem na formação de equipes: um estudo de caso [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18140/tde-10122007-094825/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021