Exportar registro bibliográfico

Identificação de bactérias contaminantes de fermento de cachaça por seqüenciamento do gene 16S rDNA (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: CARVALHO NETO, OSMAR VAZ DE - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LEF
  • Subjects: AGUARDENTE; CALDO DE CANA; BACTÉRIAS; FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA (CONTAMINAÇÃO); GENÉTICA MOLECULAR
  • Language: Português
  • Abstract: A cachaça é uma bebida típica brasileira produzida a partir da destilação do caldo de canade- açúcar fermentado principalmente por Saccharomyces cerevisiae. Grande parte da produção nacional é artesanal, e não há uma preocupação por parte dos produtores quanto ao controle microbiológico da fermentação. Este trabalho objetivou caracterizar a comunidade bacteriana contaminante do fermento utilizado na produção de cachaça. Foram coletadas quatro amostras em um alambique artesanal. A primeira (NA) foi coletada um ano anterior às outras três e utilizada como controle. As restantes foram coletadas ao final do primeiro dia de fermentação (NP), após quinze (NS) e trinta dias (NT) utilizando o mesmo fermento. Um total de 587 seqüências de 16S rDNA foram analisadas, sendo 81 da amostra NA, 177 da amostra NP, 159 da amostra NS e 170 da amostra NT. As análises das seqüências revelaram a presença de 17 gêneros e 27 espécies, além de 27 bactérias não conhecidas. Cento e setenta unidades taxonômicas operacionais (UTOs) foram identificadas utilizando o software DOTUR com uma distância evolucionária de 0.03. Quarenta e três UTOs foram identificadas na amostra controle (NA), 38 na NP, 57 na amostra NS e 38 na terceira amostra (NT). Das 170 UTOs identificadas, apenas dezessete foram identificadas duas vezes em diferentes amostras e somente uma, identificada como Lactobacillus hilgardii, foi identificada três vezes, evidenciando uma grande dinâmica populacional bacteriana durante oprocesso fermentativo. Análises estatísticas utilizando o software S-LIBSHUFF indicaram diferenças significativas na composição bacteriana entre amostras. Foram encontradas espécies/gêneros ainda não descritas na literatura em fermentos de cachaça, como Weissella cibaria, Leuconostoc citreum e algumas espécies de Lactobacillus. Além destas, várias bactérias não conhecidas também foram identificadas. Os ) resultados revelaram que a comunidade de bactérias contaminantes do processo fermentativo é muito mais complexa do que se conhecia, com características heterofermentativas e produção de congêneres que provavelmente refletem na qualidade da bebida. Este é o primeiro relato da utilização do método de seqüenciamento do gene 16S rDNA para determinar contaminantes bacterianos em fermentados de cana-de-açúcar para produção de cachaça.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.07.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO NETTO, Osmar Vaz de; CAMARGO, Luis Eduardo Aranha. Identificação de bactérias contaminantes de fermento de cachaça por seqüenciamento do gene 16S rDNA. 2007.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-08082007-164157/ >.
    • APA

      Carvalho Netto, O. V. de, & Camargo, L. E. A. (2007). Identificação de bactérias contaminantes de fermento de cachaça por seqüenciamento do gene 16S rDNA. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-08082007-164157/
    • NLM

      Carvalho Netto OV de, Camargo LEA. Identificação de bactérias contaminantes de fermento de cachaça por seqüenciamento do gene 16S rDNA [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-08082007-164157/
    • Vancouver

      Carvalho Netto OV de, Camargo LEA. Identificação de bactérias contaminantes de fermento de cachaça por seqüenciamento do gene 16S rDNA [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-08082007-164157/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021