Exportar registro bibliográfico

Terras e imigrantes na colônia Assunguy Paraná, 1854-1874 (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: NISHIKAWA, REINALDO BENEDITO - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLH
  • Subjects: IMIGRAÇÃO; COLONIZAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Os debates e discussões sobre as vantagens e prejuízos que a vinda de imigrantes traria a província do Paraná prosseguiram nos anos posteriores a aprovação da Lei de Terras em 1850 sem que se chegasse a algum consenso. Entretanto, os dispositivos propostos pela Lei de Terras em 1850 e sua regulamentação em 1854 fizeram com que se olhasse atentamente ao problema que a terra poderia se tornar. Se, por um lado, houve uma valorização da posse da terra - a partir de sua legitimação, medição e registro, sendo a compra e venda sua principal fonte de acesso, por outro lado, a necessidade da substituição da mão-de-obra que o fim do tráfico em 1850 traria, era uma preocupação, e a solução encontrada era a vinda imediata de estrangeiros (leia europeus) visando \"equilibrar\" os braços para o trabalho. Os imigrantes europeus aportaram nos portos brasileiros e vieram em busca de promessas, terras e um lar. O imigrante pobre não teria que entrar no país com um destino predestinado: força de trabalho para a grande lavoura. Muitas colônias de povoamento começaram a se formarem depois de 1854, período em que a legitimação de terras estava em seu auge. Esperava-se que com os Registros de Terras ocorresse a valorização da terra como bem econômico em substituição à propriedade escrava. Esses lotes foram utilizados pelo governo provincial para trazer trabalhadores para labutar nas colônias do Paraná e para tanto, foi firmado um contrato no qual os originais estão à disposição noArquivo Público do Paraná. Esses contratos apresentavam as cláusulas para que o trabalhador pudesse ter direito às terras. Foram assinados contratos nos primeiros anos da Colônia, tanto com imigrantes como quanto com brasileiros. Entretanto, deveres e direitos se diferenciavam em relação à nacionalidade. E quando os contratos não eram cumpridos? Havia divergência de interesses entre o governo provincial, ) interessado em trazer imigrantes e os proprietários de terras que procuravam mão-de-obra? Sabemos que continuidade de palavras não significa, necessariamente continuidade de significados. Então qual foi o significado dos contratos entre os colonos e o governo provincial do Paraná na segunda metade do século XIX? Essa dissertação tem como meta responder tais questionamentos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.08.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NISHIKAWA, Reinaldo Benedito; GUTIÉRREZ, Horacio. Terras e imigrantes na colônia Assunguy Paraná, 1854-1874. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-18102007-155741/ >.
    • APA

      Nishikawa, R. B., & Gutiérrez, H. (2007). Terras e imigrantes na colônia Assunguy Paraná, 1854-1874. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-18102007-155741/
    • NLM

      Nishikawa RB, Gutiérrez H. Terras e imigrantes na colônia Assunguy Paraná, 1854-1874 [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-18102007-155741/
    • Vancouver

      Nishikawa RB, Gutiérrez H. Terras e imigrantes na colônia Assunguy Paraná, 1854-1874 [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-18102007-155741/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021