Exportar registro bibliográfico

Prevenção da mortalidade infantil no Paraná: avaliação e representação social (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ORLANDI, MÁRCIA HELENA FREIRE - FSP
  • Unidades: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • Subjects: MORTALIDADE INFANTIL; VIGILÂNCIA; AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS DE SAÚDE; SERVIÇOS DE SAÚDE; POLÍTICA DE SAÚDE; PREVENÇÃO PRIMÁRIA; ADMINISTRAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA (RECURSOS HUMANOS); PERCEPÇÃO; CONHECIMENTOS, ATITUDES E PRÁTICA
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Pesquisou-se o contexto da Prevenção de Óbito Infantil para avaliação do impacto do trabalho de vigilância e investigação dos Comitês e sua Representação Social no estado do Paraná. O óbito infantil é considerado como um evento sentinela das condições de saúde da população e da qualidade da assistência, base para o estabelecimento e continuidade da vigilância com proposição de ações para reduzi-lo. Objetivos: Avaliar o impacto do trabalho preventivo do Óbito Infantil desenvolvido no estado do Paraná e sua Representação Social para profissionais da saúde. Método: Adotou-se a investigação avaliativa por triangulação de métodos qualiquantitativos devido à complexidade e dialética das informações do óbito infantil e de sua prevenção. O trabalho quantitativo foi realizado com os dados secundários de óbitos infantis de mães residentes no Paraná, para o período de 1997 a 2005 e foram extraídos do Sistema de Informação de Mortalidade e Sistema de Nascido Vivo do Ministério da Saúde. O período foi dividido em três triênios. Foi verificado o perfil das Taxas de Mortalidade Infantil do Paraná segundo as Regionais de Saúde do Estado. As variáveis trabalhadas em número absoluto e proporcional foram: sexo, idade, duração da gestação, peso ao nascer, idade e escolaridade da mãe. Do Sistema de Informação de Mortalidade Infantil do Paraná, foram trabalhadas as variáveis: sexo, idade, evitabilidade, qualidade dos dados da Ficha de Investigação, determinantecausal, medidas de prevenção e intervenção na mortalidade infantil. Foi utilizada investigação a documentos: sobre implantação, operacionalização dos Comitês de Prevenção de Mortalidade Infantil e Manual dos Comitês de Prevenção do Óbito Infantil e Fetal do Ministério da Saúde. Para a representação social optou-se pelo Método do Discurso do Sujeito Coletivo. Foram entrevistados 80 sujeitos sociais envolvidos em instâncias de gestão ou de assistência à criança. ) As entrevistas foram gravadas e transcritas, e as respostas trabalhadas no software Qualiquantisoft. Resultados: A Taxa de Mortalidade Infantil decresceu para todo o estado do Paraná no período do estudo. Esse decréscimo ocorreu de maneira distinta nas 22 Regionais de Saúde do Estado. Os óbitos infantis aconteceram com predomínio em crianças do sexo masculino e com até 06 dias completos de vida
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.10.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ORLANDI, Márcia Helena Freire; LAURENTI, Ruy. Prevenção da mortalidade infantil no Paraná: avaliação e representação social. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.
    • APA

      Orlandi, M. H. F., & Laurenti, R. (2007). Prevenção da mortalidade infantil no Paraná: avaliação e representação social. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Orlandi MHF, Laurenti R. Prevenção da mortalidade infantil no Paraná: avaliação e representação social. 2007 ;
    • Vancouver

      Orlandi MHF, Laurenti R. Prevenção da mortalidade infantil no Paraná: avaliação e representação social. 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020