Exportar registro bibliográfico

Os> modelos de ensino em dois cursos de fonoaudiologia da Universidade de São Paulo: panorama atual (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: HAGE, SIMONE ROCHA DE VASCONCELLOS - FOB
  • Unidade: FOB
  • Subjects: ENSINO SUPERIOR; MÉTODOS DE ENSINO; FONOAUDIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: uma das ações docentes é o ensinar, que por sua vez, implica no aprender pelo aluno. Essa ação no Brasil data do século XVI quando os jesuítas introduziram o método escolástico, tendo a memorização como recurso básico de ensino. Tal qual o modelo jesuítico, o napoleônico também valoriza o papel do docente como um repassador de conteúdo específico, e do aluno como um ser passivo com a função de realizar as atividades propostas. Inspiradas nestes modelos e numa visão racionalista de ciência, as universidades construíram sua estrutura curricular em grade, onde cada professor se responsabiliza pela sua disciplina, sendo a exposição do conteúdo pelo professor a forma de metodologia dominante. Mais recentemente, dentro da chamada visão pós-moderna de ciência, passa-se a atribuir ao docente um papel de cooperador na construção de conhecimento do aluno, dentro de uma metodologia dialética. O objetivo deste trabalho é descrever o modelo de ensino de dois cursos de Fonoaudiologia da Universidade de São Paulo que tiveram sua implantação nos últimos 20 anos. Método: a análise foi qualitativa, baseando-se no projeto pedagógico dos cursos de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru e da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, tendo como critérios de análise: papel docente, papel discente, forma de avaliação dos alunos e organização curricular. Resultados: quanto ao papel docente, em ambos os cursos, impera nas disciplinas teóricas o repasse de conhecimentopor meio de aulas expositivas. Nas disciplinas práticas o docente passa a ter um papel cooperativo na construção de conhecimento do aluno. O papel do aluno é passivo, realizando as atividades propostas pelo professor, tendo que, na maioria das disciplinas, memorizar o conteúdo. A avaliação das disciplinas teóricas ocorre predominantemente por meio de provas objetivas ou dissertativas. Menos de 30% das disciplinas de ambos os cursos apontam debates, apresentação de seminários, participação em sala de aula como forma de avaliação. Nas disciplinas práticas, além da prova, a competência na execução de ações profissionais e discussão de casos clínicos é a forma de avaliação mais citada. Em ambos os cursos o currículo é fixo, as disciplinas se justapõem numa grade que se organiza do básico ao profissionalizante, sendo que o avanço ocorre "em cadeia" com pré-requisitos. Conclusão: apesar dos dois cursos terem sido implantados nos últimos 20 anos, muito da metodologia utilizada se baseia nos modelos jesuítico e napoleônico, o que, vale ressaltar, não é uma exclusividade dos cursos analisados. Os currículos se configuram como uma coleção de disciplinas agrupadas por ano ou semestre, destinadas a um (ou um grupo) docente que organiza individualmente seu plano de ensino. Predomina a postura passiva do aluno, que é avaliado, na grande maioria das disciplinas, por provas que exigem memorização do conteúdo. Dos critérios analisados, o papel docente éaquele que mais vem se aproximando de uma metodologia dialética, pois vem assumindo uma postura cooperativa de construção do conhecimento, principalmente nas disciplinas que exigem argumentação e capacidade de síntese. Essa postura também se revela no incentivo às iniciações científicas, presente em ambos os cursos
  • Imprenta:
  • Source:
  • Conference titles: Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      HAGE, Simone Rocha de Vasconcellos; TRAWITZKI, Luciana Vitaliano Voi. Os> modelos de ensino em dois cursos de fonoaudiologia da Universidade de São Paulo: panorama atual. Anais.. São Paulo: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, 2007.
    • APA

      Hage, S. R. de V., & Trawitzki, L. V. V. (2007). Os> modelos de ensino em dois cursos de fonoaudiologia da Universidade de São Paulo: panorama atual. In Anais. São Paulo: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia.
    • NLM

      Hage SR de V, Trawitzki LVV. Os> modelos de ensino em dois cursos de fonoaudiologia da Universidade de São Paulo: panorama atual. Anais. 2007 ;
    • Vancouver

      Hage SR de V, Trawitzki LVV. Os> modelos de ensino em dois cursos de fonoaudiologia da Universidade de São Paulo: panorama atual. Anais. 2007 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021