Exportar registro bibliográfico

A informação na atenção primária em saúde como ferramenta para o trabalho do enfermeiro (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated author: GUEDES, ANDREIA ARANTES BATISTA - EERP
  • School: EERP
  • Sigla do Departamento: ERM
  • Subjects: ATENÇÃO À SAÚDE; SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa teve como objetivos analisar as características e finalidades dos sistemas de informações disponibilizados na Atenção Primária à Saúde e as fontes de informações utilizadas pelo enfermeiro da Estratégia Saúde da Família para a organização do trabalho, assim como identificar as formas oficiais e não oficiais de registro de dados que têm colaborado com a organização do trabalho do enfermeiro. É um estudo descritivo e exploratório, com abordagem qualitativa, fundamentada em MINAYO (1998). Como instrumento de coleta de dados, realizamos o levantamento documental e o trabalho de campo com entrevistas semi-estruturadas, gravadas, com as enfermeiras que trabalham na estratégia Saúde da Família no município de Ribeirão Preto, totalizando 10 enfermeiras. Para a análise dos dados, utilizamos a análise do discurso, modalidade temática fundamentada no referencial de BARDIN (1995). As entrevistas foram norteadas por meio de questões relativas ao uso de dados para a organização da unidade de saúde, finalidade do uso, fontes de informações utilizadas, formas de registro de dados coletados, dificuldades e potencialidades dos SIS e sugestões. Os dados obtidos foram agrupados por temas: Tema 1: A informação e o sistema de informação como instrumento na organização das ações de enfermagem na Estratégia Saúde da Família; Tema 2: Fontes de informações: a busca dos enfermeiros; Tema 3: Registro de dados oficiais e alimentação dos SIS: o enfermeiro nestaempreitada; Tema 4: O livro em branco da informação escrito pela equipe de saúde da família: o enfermeiro colaborando com a obra; Tema 5: As debilidades dos Sistemas de Informações na Atenção Primária à Saúde na ótica dos enfermeiros; Tema 6: A potência dos Sistemas de Informações na Atenção Primária à Saúde na ótica dos enfermeiros; Tema 7: As sugestões dos enfermeiros para potencializar as informações em saúde. Diante dos ) resultados obtidos, consideramos que as enfermeiras que trabalham na APS no município de Ribeirão Preto, utilizam os Sistemas de Informações em Saúde como ferramenta de apoio em diversas atividades: administrativas gerenciais ou assistenciais. Os sistemas de informações mais utilizados pelos enfermeiros do PSF são SIAB, HYGIA, SISPRENATAL E HIPERDIA, e a freqüência e a finalidade do uso de cada um desses sistemas varia de acordo com o modelo assistencial existente na unidade: ESF ou ESF + UBS; desta maneira alguns sistemas de informações são utilizados por algumas enfermeiras somente para enviar os dados para o nível central e para outras enfermeiras para diagnóstico local, planejamento de atividades com a comunidade, avaliação da assistência oferecida pela equipe da saúde da família, organização da unidade no que diz respeito à previsão de materiais e organização de agendas. Diversas fontes de informações são utilizadas pelas enfermeiras que trabalham na ESF, dentre elas os sistemas de informações existentes na APS, os usuáriosdos serviços de saúde, líderes comunitários, prontuários, livros, cartões de vacinas, a própria equipe de saúde da família e as outras equipes, quando a unidade possui mais de uma equipe de saúde da família. Em relação ao registro dos dados, identificamos que o registro das informações pode ser feito em prontuários, sistemas nacionais de informações ou em instrumentos não oficiais criados pelas equipes para registro de dados. Em relação aos prontuários, no município de Ribeirão Preto identificamos que existem três tipos: prontuário individual, prontuário familiar e prontuário misto. Os prontuários individuais são arquivados segundo a numeração do sistema HYGIA e os prontuários familiares são arquivados segundo a numeração da microárea e da família. Ainda em relação a esse aspectos estudado, quando o registro de dados se dá no prontuário, ) observamos diferenças em relação às unidades de ESF e ESF + UBS, pois a maioria das unidades de ESF fazem uso do prontuário de família para registro de dados, enquanto as unidades de ESF + UBS, utilizam o prontuário individual e na maioria dos casos não trabalham com prontuários de família. Durante este estudo identificamos que as equipes criam outras formas de registro de dados para preencher as lacunas deixadas pelos sistemas formais de informações, de forma a permitir que a assistência oferecida seja melhor planejada e adequada as reais necessidades da área adscrita. Os instrumentos criados pelas equipes pararegistro desses dados são: lousas, cadernos, planilhas e fichas. Isto porque nem sempre os dados disponíveis nos sistemas de informações existentes são suficientes para caracterizar um problema e fazer um diagnóstico local fidedigno e completo. As dificuldades identificadas em relação aos sistemas de informações podem ser classificadas em: dificuldades relacionadas à alimentação dos sistemas, à análise dos dados consolidados, aos treinamentos e capacitações atualizações das equipes, ao feedback dos dados, a existência de modelos assistenciais diferentes na mesma unidade de saúde e dificuldades referentes ao próprio sistema, neste caso, ao SIAB e ao HYGIA, sistemas de informações mais citados pelas enfermeiras. As sugestões feitas pelas enfermeiras demonstraram suas reais necessidades em relação aos SIS, para que estes possam verdadeiramente auxiliar as equipes no processo de trabalho em saúde da família, atendendo suas necessidades de vigilância à saúde da população adscrita, vigilância epidemiológica e monitoramento e avaliação de ações e serviços implementados.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.08.2007
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GUEDES, Andreia Arantes Batista; PINTO, Ione Carvalho. A informação na atenção primária em saúde como ferramenta para o trabalho do enfermeiro. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-05102007-124202/ >.
    • APA

      Guedes, A. A. B., & Pinto, I. C. (2007). A informação na atenção primária em saúde como ferramenta para o trabalho do enfermeiro. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-05102007-124202/
    • NLM

      Guedes AAB, Pinto IC. A informação na atenção primária em saúde como ferramenta para o trabalho do enfermeiro [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-05102007-124202/
    • Vancouver

      Guedes AAB, Pinto IC. A informação na atenção primária em saúde como ferramenta para o trabalho do enfermeiro [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-05102007-124202/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022