Exportar registro bibliográfico

Avaliação da exposição ocupacional, em laboratórios, de múltiplos agentes químicos, por longo período e em baixas concentrações (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: REBELO, PAULO ANTONIO DE PAIVA - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBC
  • Subjects: TOXICOLOGIA OCUPACIONAL; AGENTE TÓXICO (CONTAMINAÇÃO); MONITORIZAÇÃO BIOLÓGICA; PRODUTOS QUÍMICOS (CONTAMINAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Avaliar o perfil da exposição ocupacional a agentes químicos, em laboratórios, e , verificar os impactos na avaliação de risco decorrentes das mudanças nos limites de exposição qcupacional (LEO) e na legislação federal brasileira. Metodologia: Revisão de literàtura relativa à exposição ocupacional a substâncias. químicas, referertes a: conceituação de risco; desenho das curvas dose-resposta; identificação aos fatores que interferem na relação dose-efeito; conceitos de exposição por longo período, da exposição múltipla eem baixas concentrações; e fatores de confusão na monitoração ocupacional. Realização de estudo transversal no Centro de Pesquisas da Petrobras, para avaliar o perfil de exposição a agentes químicos de 3.000 trabalhadores, com atividades preponderantes em laboratórios, metade das quais com exposição em baixas concentrações e por longo período, tendo por base as avaliações, ambientais do ano,de 2004. Analise temporal dos valores de LEO da American Conference of Governmental Industrial Hygienists (ACGIH) e levantamento das mudanças nas legislações federal previdenciaria, trabalhista, e de saúde nos aspectos relacionados à exposição a agentes químicos. Resultados: Foram identificadas 484 substâncias químicas em 243 postos de trabalho, resultando em 2.550 situações de exposição, com média de 3,73 substâncias químicas por local. Os 1.563 trabalhadores 'cor,n exposição formaram' 168 Grupos Homogêneos de Exposição (GHE), cujacomposição variou de 1 a 44 trabalhadores (média de 4,55, mediana de 3 e moda de 1). Em cada local de trabalho foram identificados, em média, 4,91 GHE. Foram medidas 977 amostras. Com relação ao 9HE, foi notado que em 91 ,9´POR CENTO´das avaliações ocorreram resultados abaixo do nível de ação, correspondendo a 92,5´POR CENTO´ dos empregados, configurando a exposição a baixas concentrações. Verificou-se ainda que 49,6´POR CENTO´ GHE (49,9´POR CENTO´ dos empregados) ) tinham concentrações inferiores ao limite de detecção das técnicas analíticas, enquanto que em 8,1´POR CENTO´ dos GHE e 7,5´POR CENTO´ dos empregados, as concentrações estavam em nível igual ou acima do nível de ação. Comprovou-se que rios últimos dez anosf foram implantados ou revisados 135. (18,5´POR CENTO´) LEO. O número de substâncias cuja redução do LEO é igualou superior a 50´POR CENTO´ corresponde à quase totalidade das reduções e, em todos os períodos, as maiores são iguais ou superiores a 80´POR CENTO´ ultrapassando, portanto, o nível de ação. Ainda que não exista concordância nos valores dos LEO foi constatado que, entre as diferentes agências têm ocorrido freqüentes mudanças na legislação. Estes fatos têm obrigado os profissionais a. incorporarem estes conhecimentos a sua pratica de trabalho. Conclusões: A exposição a substâncias químicas em laboratórios é predominantemente em baixa concentração, variada e múltiplas. Na proteção da saúde de trabalhadores, a aceitação do riscoquando a concentração ambiental da substância química é abaixo do nível de ação, deve ser usado comparcimônia, pois os valores de LEO têm apresentado tendência de redução e exclui parcela significativa da população. Nesta se incluem os hipersensíveis, os expostos a substâncias com efeito estocástico, misturas com efeitos aditivos e com curva dose-resposta bifásica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.05.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REBELO, Paulo Antonio de Paiva; DELLA ROSA, Henrique Vicente. Avaliação da exposição ocupacional, em laboratórios, de múltiplos agentes químicos, por longo período e em baixas concentrações. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-29032009-114339/ >.
    • APA

      Rebelo, P. A. de P., & Della Rosa, H. V. (2007). Avaliação da exposição ocupacional, em laboratórios, de múltiplos agentes químicos, por longo período e em baixas concentrações. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-29032009-114339/
    • NLM

      Rebelo PA de P, Della Rosa HV. Avaliação da exposição ocupacional, em laboratórios, de múltiplos agentes químicos, por longo período e em baixas concentrações [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-29032009-114339/
    • Vancouver

      Rebelo PA de P, Della Rosa HV. Avaliação da exposição ocupacional, em laboratórios, de múltiplos agentes químicos, por longo período e em baixas concentrações [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-29032009-114339/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021