Exportar registro bibliográfico

Predação de ninhos artificiais: aplicações, desafios e perspectivas para as áreas tropicais (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ALVAREZ, ARIANE DIAS - ECOLOGIA APLICA
  • Unidades: ECOLOGIA APLICA
  • Sigla do Departamento: LCB
  • Subjects: ANIMAIS EXÓTICOS; ANIMAIS PREDADORES; AVIFAUNA; NINHOS; MATA ATLÂNTICA
  • Language: Português
  • Abstract: A predação de ninhos naturais vem sendo sugerida a principal causa do declínio de populações de aves, influenciando na estrutura e no funcionamento das comunidades. Devido à dificuldade de localização e monitoramento dos ninhos naturais, os ninhos artificiais são utilizados como uma rápida alternativa para avaliar o sucesso reprodutivo da avifauna. Os estudos com ninhos artificiais são amplamente difundidos em ambientes temperados e o que conhecemos sobre a predação de ninhos são provenientes destes ambientes. Nos trópicos, os estudos com ninhos artificiais ainda são escassos e no Brasil são quase inexistentes. O presente trabalho tem como objetivo suprir a carência de informações sobre as aplicabilidades e limitações do uso de ninhos artificiais e buscar por padrões de predação de ninhos em um ambiente tropical. O primeiro capítulo foi desenvolvido na Ilha Anchieta que apresenta uma alta densidade de mamíferos e répteis predadores de ninhos. Alguns aspectos metodológicos foram investigados referentes à localização dos ninhos artificiais e o comportamento seletivo dos predadores, por diferentes tipos de ovos utilizados, nos experimentos de predação. Os mamíferos foram os principais predadores de ninhos e os ovos sintéticos foram bons substitutos dos ovos das aves silvestres. No segundo capítulo foi analisada a variação na predação de dois tipos de ninhos artificiais (aéreo e solo) em diferentes ilhas, fragmentos e aéreas continuas. As ilhas apresentaram a maiorpredação de ninhos, especialmente naquelas que possuem espécies introduzidas, que os fragmentos e as áreas contínuas. Em relação ao tipo de ninho (aéreo e solo) verificamos que os ninhos no solo foram mais vulneráveis a predação nas ilhas e nas áreas contínuas. As ilhas e os fragmentos, apesar de estarem isolados geograficamente, não apresentaram um padrão semelhante na predação de ninhos no solo. Sugerimos ) que diferentes fatores podem influenciar nos padrões de predação das ilhas e dos fragmentos, como o histórico e a permeabilidade da matriz em que se insere o fragmento. O uso de ninhos artificiais, apesar da sua limitação, é uma ferramenta importante para a compreensão dos padrões de predação de ninhos na avifauna silvestre e pode auxiliar no diagnóstico do estado de conservação nesses ambientes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.07.2007
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALVAREZ, Ariane Dias; RODRIGUES, Mauro Galetti. Predação de ninhos artificiais: aplicações, desafios e perspectivas para as áreas tropicais. 2007.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-28082007-094458/ >.
    • APA

      Alvarez, A. D., & Rodrigues, M. G. (2007). Predação de ninhos artificiais: aplicações, desafios e perspectivas para as áreas tropicais. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-28082007-094458/
    • NLM

      Alvarez AD, Rodrigues MG. Predação de ninhos artificiais: aplicações, desafios e perspectivas para as áreas tropicais [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-28082007-094458/
    • Vancouver

      Alvarez AD, Rodrigues MG. Predação de ninhos artificiais: aplicações, desafios e perspectivas para as áreas tropicais [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-28082007-094458/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020