Exportar registro bibliográfico

Fruticultura e desenvolvimento urbano do município de Louveira (SP) (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: HARDER, ISABEL CRISTINA FIALHO - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LPV
  • Subjects: FRUTICULTURA; PLANEJAMENTO TERRITORIAL URBANO; SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho consistiu em analisar a fruticultura do município de Louveira (SP), para verificar se houve uma real involução da área frutícola. Foram realizados levantamentos documentais e de informações sobre o desenvolvimento urbano municipal; análise de diversas leis municipais; entrevistas em diversos órgãos municipais e estaduais; organizações de dados sobre o município em órgãos governamentais e não-governamentais e; avaliação das variações e transformações ocorridas nas áreas frutícolas do município entre 2000 e 2005, por meio de mosaico ortofotográfico. No levantamento realizado nos períodos de 2000 e 2005 foram analisadas as seguintes classes de uso da terra: campo sujo; caqui; mata; desenvolvimento urbano, corpos d'água; outras frutíferas; pêssego e uva. No levantamento realizado, foram encontradas as seguintes espécies de frutíferas: acerola, ameixa, caqui, goiaba, laranja, lichia, macadâmia, manga, maracujá, pêssego, poncã e uva. As áreas de campo sujo mantiveram-se estáveis quanto a porcentagem de cobertura, sofrendo um aumento de 0,15%. O desenvolvimento urbano do município de Louveira teve um crescimento de 47,33%, ou seja, da área ocupada de 577,33 ha passou para 850,58 ha. As áreas de mata sofreram redução 22,37%. Em 2000 a área total ocupada pela fruticultura era de 604,66 hectares, já em 2005 essa área passou para 306,82 hectares, apresentando uma redução de 46,06% da área cultivada por espécies frutícolas. A cultura de caqui sofreuuma redução de 27,68% sendo, que, 2,42 ha foram suprimidos em prol do desenvolvimento urbano e 0,15 ha foram substituídos por outras culturas frutícolas. A classe responsável pela maior redução foi a área de campo sujo, indicando que houve abandono de área de produção dessa cultura. As áreas que eram cultivadas com a classe outras frutíferas perderam 36,24%, principalmente por abandono dessas áreas, e que cresceu ) 4,19% de seu total em áreas pertencentes a essa classe. A cultura do pêssego também reduziu em 22,09 ha, que se tornou campo sujo, e o desenvolvimento urbano foi responsável pela redução de 0,98 ha. Em 2000, área plantada de pêssego era de 25,88 ha e em 2005 passou a 6,23 ha. Para a classe de uva, em 2000 a área plantada era de 507,87 ha e em 2005 passou a ser de 257,48 ha, desse total 9,93 ha foram substituídos pelo desenvolvimento urbano; 239,62 foram abandonados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.08.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      HARDER, Isabel Cristina Fialho; SCARPARE FILHO, João Alexio. Fruticultura e desenvolvimento urbano do município de Louveira (SP). 2007.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-28082007-111030/ >.
    • APA

      Harder, I. C. F., & Scarpare Filho, J. A. (2007). Fruticultura e desenvolvimento urbano do município de Louveira (SP). Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-28082007-111030/
    • NLM

      Harder ICF, Scarpare Filho JA. Fruticultura e desenvolvimento urbano do município de Louveira (SP) [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-28082007-111030/
    • Vancouver

      Harder ICF, Scarpare Filho JA. Fruticultura e desenvolvimento urbano do município de Louveira (SP) [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-28082007-111030/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021