Exportar registro bibliográfico

Expressão de micro-RNAs em diferentes faces de crescimento do melanoma humano (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: SOUSA, THAIS AMARAL E - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: NEOPLASIAS; EXPRESSÃO GÊNICA; RNA
  • Language: Português
  • Abstract: MicroRNAs (miRNAs) constituem uma classe de pequenos RNAs (21 a 25 nucleotídeos) não codificadores Oque controlam a expressão gênica através da repressão da tradução ou degradação do RNA mensageiro (RNAm) alvo. Os miRNAs são transcritos pela RNA polimerase II, sendo que os transcritos primários são clivados no núcleo pela Drosha (uma RNase III). O fragmento resultante ("hairpin") é então exportado do núcleo para o citoplasma pela exportina 5, onde é clivado por uma outra RNase III (Dicer) produzindo um miRNA maduro. O miRNA maduro é incorporado no RISC (complexo de silenciamento induzido por RNA) e, dependendo do grau de complementaridade entre o miRNA e seu transcrito alvo, poderá levar à degradação do RNAm ou à repressão da tradução. Estudos recentes indicam que muitos miRNAs estão aberrantemente expressos em vários cânceres humanos. Entretanto, não há nenhum relato a respeito da expressão dos miRNAs durante a progressão do tumor. No presente estudo, investigamos a expressão de 21 microRNAs em melanócitos isolados de diferentes estágios (radial, vertical e metastático) da progressão do melanoma humano e em melanócito não transformado. A expressão de miRNAs maduros foi analisada por RT -PCR em tempo real usando oligonucleotídeos em forma de "stem-loop" para as reações de transcrição reversa e oligonucleotídeos e sondas para a reação de amplificação de acordo com TaqMan Micro-RNA Assay (Applied Biosystems). O RNA de melanócitos não transformados foi obtidocomercialmente e usado como referência. Este foi o primeiro estudo a demonstrar uma expressão aberrante de miRNAs durante a progressão tumoral, sugerindo o envolvimento de miRNAs no desenvolvimento do melanoma humano. Nossos resultados mostraram que let-7, miR-16, miR-21, miR-29a, miR-29b-2, miR-146, miR-200a, miR-200b e miR-213 são "super-expressos", enquanto miR-34, miR- 129.1, miR-194 e miR-205 apresentaram expressão reduzida durante todos os estágios da progressão do tumor. Verificamos também que miR-30a-3p, miR-30e, miR-96, miR-145, miR-182, miR-199a e miR-219 são "super-expressos" somente em um estágio da progressão do tumor. A expressão do miR-215 não teve alteração significante durante a progressão do tumor. A associação entre a expressão dos miRNAs e os seus efeitos em RNAm alvos de proto-oncogenes e genes do supressores de tumor ainda não é totalmente compreendida. Sabe-se, entretanto, que o miR-21 regula negativamente o gene supressor de tumor TPM1 em células de câncer de mama. A compreensão de como a expressão de miRNAs é regulada constitui um dos maiores desafios no campo da pesquisa sobre miRNAs. Neste contexto, este estudo sugere que a expressão de miR-146 e let-7a poderia ser regulada pela ativação NF.’capa’B através da PKR e que ambos os miRNAs poderiam estar envolvidos no desenvolvimento do melanoma. Entretanto, estudos adicionais são necessários para identificar os RNAm alvos a fim de elucidar a função dos miRNAs na progressãohumana do melanoma
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.07.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUSA, Thaís Amaral e; LUCCA, Fernando Luiz De. Expressão de micro-RNAs em diferentes faces de crescimento do melanoma humano. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Sousa, T. A. e, & Lucca, F. L. D. (2007). Expressão de micro-RNAs em diferentes faces de crescimento do melanoma humano. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Sousa TA e, Lucca FLD. Expressão de micro-RNAs em diferentes faces de crescimento do melanoma humano. 2007 ;
    • Vancouver

      Sousa TA e, Lucca FLD. Expressão de micro-RNAs em diferentes faces de crescimento do melanoma humano. 2007 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021