Exportar registro bibliográfico

Caracteres morfológicos e produtivos do algodoeiro em diferentes configurações de semeadura (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, ARIANA VIEIRA - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LPV
  • Subjects: ALGODÃO; DENSIDADE DE PLANTIO; DESENVOLVIMENTO VEGETAL; ESPAÇAMENTO; PRODUÇÃO VEGETAL; SEMEADURA
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo teve por objetivo avaliar o comportamento morfológico e produtivo da linhagem de algodão 96/319 sob espaçamentos ultra-adensado, adensado e convencional entre fileiras e número de plantas por metro linear. Os experimentos foram conduzidos em área experimental pertencente ao Instituto Agronômico de Campinas, município de Campinas e, em área agrícola no município de Leme, ambos no Estado de São Paulo, nos anos agrícolas de 1999/00 e 2000/01. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso em esquema fatorial, com 6 repetições, sendo três espaçamentos entre linhas (0,30, 0,60 e 0,90 m) e duas densidades de plantas por metro linear (7 e 10). Em cada parcela experimental foram marcadas quatro plantas ao acaso e analisados os seguintes parâmetros: altura média final das plantas, altura de inserção do 1º ramo frutífero, número de ramos vegetativos e reprodutivos e número de capulhos por planta. Na área útil de cada parcela foi determinada a produção de algodão em caroço e, em amostras de 20 capulhos por parcela, foram realizadas as análises dos caracteres agronômicos de laboratório (massa média de um capulho, massa de 100 sementes e porcentagem de fibra) e das características tecnológicas da fibra (comprimento, uniformidade de comprimento, tenacidade e micronaire e maturidade). De acordo com os dados experimentais obtidos, pôde-se concluir que: no espaçamento ultra-adensado, a produção de algodão em caroço foi, em média, 16% superior emrelação ao espaçamento convencional; quanto à interação espaçamento entre linhas e densidade de plantas na linha, maior população de plantas resultam em menor número de capulhos por plantas e maior a produção de algodão em caroço por unidade de área; quanto menor o espaçamento entre linhas, maior a altura média final das plantas e o número de ramos vegetativos e, menor o número de ramos frutíferos e o número de ) capulhos por planta; quanto maior a densidade de plantas na linha, maior a altura de inserção do primeiro ramo frutífero e o número de ramos vegetativos; quanto menor o espaçamento entre linhas, menor a massa de um capulho, a massa de 100 sementes e a porcentagem de fibra; e, quanto maior a densidade de plantas na linha, menor a massa de um capulho; dentre as características tecnológicas da fibra, quanto menor o espaçamento, menor o índice micronaire e a maturidade da fibra
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.07.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Ariana Vieira; CHIAVEGATO, Ederaldo Jose. Caracteres morfológicos e produtivos do algodoeiro em diferentes configurações de semeadura. 2007.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-08082007-171540/ >.
    • APA

      Silva, A. V., & Chiavegato, E. J. (2007). Caracteres morfológicos e produtivos do algodoeiro em diferentes configurações de semeadura. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-08082007-171540/
    • NLM

      Silva AV, Chiavegato EJ. Caracteres morfológicos e produtivos do algodoeiro em diferentes configurações de semeadura [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-08082007-171540/
    • Vancouver

      Silva AV, Chiavegato EJ. Caracteres morfológicos e produtivos do algodoeiro em diferentes configurações de semeadura [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-08082007-171540/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021