Exportar registro bibliográfico

Influência da carga orgânica, da carga de choque, do tempo de alimentação e da suplementação de alcalinidade em um ASBBR com recirculação para tratamento de soro de queijo (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BEZERRA JUNIOR, ROBERTO ANTONIO - EESC
  • Unidades: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: REATORES ANAERÓBIOS (DESEMPENHO); TRATAMENTO BIOLÓGICO DE ÁGUAS RESIDUÁRIAS; QUEIJO
  • Language: Português
  • Abstract: Neste trabalho avaliou-se o desempenho de um reator anaeróbio operado em batelada seqüencial e contendo biomassa imobilizada (ASBBR) em espuma de poliuretano quando submetido a diferentes tempos de alimentação e cargas orgânicas volumétricas, além da aplicação de cargas de choque orgânicas. O reator, com mistura por recirculação da fase líquida e mantido à 30 '+ OU -' 1 grau Celsius, tratou soro de queijo reconstituído e possuiu 2,5 L de volume reacional. Os resultados mostraram que o tempo de alimentação utilizado exerceu maior influência sobre o desempenho do reator para maiores valores de carga orgânica volumétrica. Durante a operação com carga orgânica volumétrica de 3 gDQO/L.d, a alteração do tempo de alimentação não influenciou na eficiência de remoção de matéria orgânica filtrada, que foi de 98%. Sob carregamento orgânico volumétrico de 6 gDQO/L.d, verificou-se tendência de queda daquela variável para maiores tempos de enchimento: 99, 98 e 97%, para tempos de alimentação de 2, 4 e 6 horas, respectivamente. Na operação com carga orgânica volumétrica de 12 gDQO/L.d, o aumento do tempo de alimentação resultou em queda mais significativa da eficiência de remoção de matéria orgânica filtrada: 97, 95 e 93%, para tempos de alimentação de 2, 4 e 6 horas, respectivamente. Em todas as condições, a aplicação de cargas de choque de 24 gDQO/L.d causaram o aumento da concentração de ácidos no efluente. No entanto, apesar desse aumento, o reator retomou rapidamente suaestabilidade, sendo a alcalinidade otimizada ao afluente suficiente para manter o pH próximo do neutro durante toda a operação. Independente da carga orgânica volumétrica aplicada, a operação com tempo de alimentação de 2 horas foi aquela que proporcionou maior estabilidade e menor suscetibilidade do processo às cargas de choque orgânicas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.07.2007
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BEZERRA JUNIOR, Roberto Antonio; RODRIGUES, José Alberto Domingues. Influência da carga orgânica, da carga de choque, do tempo de alimentação e da suplementação de alcalinidade em um ASBBR com recirculação para tratamento de soro de queijo. 2007.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-23072007-173157/ >.
    • APA

      Bezerra Junior, R. A., & Rodrigues, J. A. D. (2007). Influência da carga orgânica, da carga de choque, do tempo de alimentação e da suplementação de alcalinidade em um ASBBR com recirculação para tratamento de soro de queijo. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-23072007-173157/
    • NLM

      Bezerra Junior RA, Rodrigues JAD. Influência da carga orgânica, da carga de choque, do tempo de alimentação e da suplementação de alcalinidade em um ASBBR com recirculação para tratamento de soro de queijo [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-23072007-173157/
    • Vancouver

      Bezerra Junior RA, Rodrigues JAD. Influência da carga orgânica, da carga de choque, do tempo de alimentação e da suplementação de alcalinidade em um ASBBR com recirculação para tratamento de soro de queijo [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-23072007-173157/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020