Exportar registro bibliográfico

Estudo longitudinal da força de mordida em pacientes portadores de próteses parciais fixas sobre implantes osseointegrados: comparação entre áreas dentadas e implantadas (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FILENI, RENAN HOLLANDA - FO
  • Unidades: FO
  • Sigla do Departamento: ODP
  • Subjects: PRÓTESE PARCIAL FIXA; FORÇA DE MORDIDA; PRÓTESE SOBRE IMPLANTES ÓSSEOINTEGRADOS
  • Language: Português
  • Abstract: A proposta deste estudo foi analisar o desenvolvimento da força máxima de mordida em um grupo de pacientes que recebeu próteses parciais fixas sobre implantes (PPFSI) nas regiões de molares, pré-molares até caninos e incisivos antagonizando com dentes naturais e comparar os resultados obtidos com as áreas dentadas do mesmo grupo de pacientes, durante um período de 64 meses (5,3 anos). As forças de mordida foram medidas em cinco regiões da boca: molares em ambos os lados, pré-molares ou caninos em ambos os lados e incisivos; nas áreas de próteses sobre implantes e também nas áreas de dentes naturais. Para tanto, foi usado um transdutor medidor de força de mordida, que tem como princípio de funcionamento uma célula de força colada a um garfo de mordida, amplamente usado na literatura e sempre operado pelo pesquisador. As medições foram feitas imediatamente após a instalação das próteses, 3, 30 e 64 meses depois. Comparando o desenvolvimento das forças de mordida entre as áreas implantadas e de dentes naturais encontra-se já no primeiro controle, após 3 meses de instalação, um aumento das forças de mordida nas próteses sobre implantes instaladas na região de molares que supera as forças desenvolvidas por dentes naturais na mesma região. Para as próteses instaladas na área de incisivos, ao contrário, nô foi registrado aumento estatístico destas forças, havendo uma tendência em permanecerem menores quando comparadas às forças desenvolvidas nas mesmas regiões por dentesnaturais. Na região de pré-molares ou caninos não houve aumento estatístico de força nas PPFSI. Quando analisadas as áreas dentadas dos pacientes, não houve mudança estatística de força de mordida em nenhuma das regiões durante todo o experimento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.03.2007
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FILENI, Renan Hollanda; GIL, Carlos. Estudo longitudinal da força de mordida em pacientes portadores de próteses parciais fixas sobre implantes osseointegrados: comparação entre áreas dentadas e implantadas. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23137/tde-11052007-140243/ >.
    • APA

      Fileni, R. H., & Gil, C. (2007). Estudo longitudinal da força de mordida em pacientes portadores de próteses parciais fixas sobre implantes osseointegrados: comparação entre áreas dentadas e implantadas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23137/tde-11052007-140243/
    • NLM

      Fileni RH, Gil C. Estudo longitudinal da força de mordida em pacientes portadores de próteses parciais fixas sobre implantes osseointegrados: comparação entre áreas dentadas e implantadas [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23137/tde-11052007-140243/
    • Vancouver

      Fileni RH, Gil C. Estudo longitudinal da força de mordida em pacientes portadores de próteses parciais fixas sobre implantes osseointegrados: comparação entre áreas dentadas e implantadas [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23137/tde-11052007-140243/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020