Exportar registro bibliográfico

Lascamento do concreto exposto a altas temperaturas (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: NINCE, ANDREIA AZEREDO - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PCC
  • Subjects: CONCRETO; CONCRETO DE ALTA RESISTÊNCIA; CONCRETO REFORÇADO COM FIBRAS; FIBRAS ARTIFICIAIS; ALTA TEMPERATURA
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa foi motivada pela existência de controvérsia na literatura sobre concreto exposto a altas temperaturas, das dúvidas ainda por solucionar acerca da matéria e da lacuna na norma brasileira para a matéria. Este tema reapareceu após os vários acidentes em túneis ao redor do mundo ocorridos nos últimos dez anos, nos quais se verificou a ocorrência de lascamento explosivo de forma intensa, afetando a estabilidade estrutural. O objetivo principal da tese é correlacionar os parâmetros tecnológicos de dosagem (relação água/cimento, teor de argamassa e consumo total de água) às condições de risco de lascamento, associados à umidade ambiente, que indiretamente, influencia no grau de saturação do concreto. O segundo objetivo é otimizar o uso de fibras de polipropileno para minimizar o efeito do lascamento. Adotou-se empregar a curva-padrão H durante 55 minutos em corpos-de-prova cúbicos aquecidos apenas em uma das fases com sua dilatação térmica lateral restringida. O nível de lascamento foi avaliado usando o volume lascado, obtido pela espessura medida diretamente nos corpos-de-prova, multiplicada pela área lascada, calculada pelo AUTOCAD 2000. Os resultados mostraram que o parâmetro tecnológico mais relevante na ocorrência de lascamento foi a relação água/cimento e a umidade ambiente apresentou capacidade de alterar as condições de risco de lascamento. No estudo com as fibras percebeu-se diferentes teores de fibras e diferentes características das fibraspara cada grupo de a/c. Conclui-se que a relação água/cimento mais baixa associada a umidade a ambiente mais elevada é a condição mais propícia a ocorrência de lascamento. Conclui-se também que o teor de fibras de 600g/m³ é o teor mínimo para se reduzir o lascamento no grupo a/c=0,50 e 1750g/m³ no grupo a/c=0,25. A fibra L=12mm F=36µm PF=140°C mostrou-se a mais eficaz no grupo a/c=0,50 apenas o comprimento L=6 mm mostrou-se eficiente na redução do lascamento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.04.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NINCE, Andréia Azeredo; FIGUEIREDO, Antonio Domingues de. Lascamento do concreto exposto a altas temperaturas. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3146/tde-27072007-143816/ >.
    • APA

      Nince, A. A., & Figueiredo, A. D. de. (2007). Lascamento do concreto exposto a altas temperaturas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3146/tde-27072007-143816/
    • NLM

      Nince AA, Figueiredo AD de. Lascamento do concreto exposto a altas temperaturas [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3146/tde-27072007-143816/
    • Vancouver

      Nince AA, Figueiredo AD de. Lascamento do concreto exposto a altas temperaturas [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3146/tde-27072007-143816/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021