Exportar registro bibliográfico

Diversidade de rizóbios em Florestas de Araucária no Estado de São Paulo (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LAMMEL, DANIEL RENATO - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LSN
  • Subjects: ÁREAS DE CONSERVAÇÃO; ÁRVORES FLORESTAIS; BACTÉRIAS FIXADORAS DE NITROGÊNIO; BIODIVERSIDADE; FLORESTAS; PINHEIRO; REFLORESTAMENTO
  • Language: Português
  • Abstract: Araucaria angustifolia (B.) Ktz é de grande importância sócio-ambiental e econômica, sendo que ecossistemas que abrigam esta espécie foram muito degradados pela atividade antrópica, colocando-a em risco de extinção. O ciclo do nitrogênio é de vital importância para a vida, tendo especial importância no desenvolvimento e manutenção de florestas. A entrada de nitrogênio nestes sistemas é dependente de organismos diazotróficos, em especial dos rizóbios, bactérias do solo que podem formar simbiose com leguminosas e fixar nitrogênio atmosférico. O estudo da diversidade de rizóbios pode favorecer o manejo mais adequado de florestas e muitas técnicas são usadas com este fim, nas quais se destacam o uso de plantas iscas, coleta de nódulos de leguminosas a campo, isolamento das bactérias em meios de cultivo, avaliação fenotípica dos isolados e o seqüenciamento do gene 16S rRNA, todas utilizadas neste trabalho. A partir do levantamento de leguminosas no Parque Estadual de Campos do Jordão foram coletadas onze espécies de leguminosas, nove apresentaram nódulos, sendo cinco espécies descritas como nodulantes pela primeira vez. Foram isoladas 212 estirpes de bactérias, havendo variação no formato de nódulos e alta riqueza fenotípica das cepas. Houve variabilidade na diversidade fenotípica de bactérias para cada planta, Galactia crassifolia apresentou o maior valor, enquanto que Mimosa dolens apresentou o menor. Dos 212 isolados, 55 cepas foram capazes de nodular ofeijoeiro e 56 de nodular a bracatinga. Foi seqüenciado parcialmente o gene 16S rRNA de 196 estirpes que foram classificadas em oito grupos genotípicos, Pantoea sp. (2%), Pseudomonas sp. (2%), Bradyrhizobium sp1 (10%), Bradyrhizobium sp2 (7%), Rhizobium sp. (1%), Burkholderia sp1 (14%), Burkholderia sp2 (26%) e Burkholderia sp3 (38%). A análise filogenética mostrou que a maioria dos grupos pertence a gêneros ) taxonomicamente relacionados a rizóbios. Houve variação na diversidade genotípica das bactérias em relação às plantas das quais foram isoladas, G. crassifolia apresentou o maior valor, sendo considerada a mais promíscua, enquanto que Acacia dealbata e M. dolens apresentaram os menores valores, sendo consideradas as mais especificas. Mostrou-se que o uso de avaliação fenotípica de rizóbios pode ser inadequado, já que os resultados fenotípicos foram muitas vezes divergentes dos genotípicos. Foram comparadas Florestas de Araucária com diferentes níveis de interferência antrópica (Floresta Preservada, Floresta Plantada e Floresta em Regeneração), usando as plantas-iscas caupi, amendoim, soja, bracatinga, maricá e angico. Maricá foi o mais eficiente na captura de rizóbios, enquanto que bracatinga e caupi apresentaram menor eficiência e as demais plantas falharam. Foram isoladas 78 cepas, sendo classificados como pertencentes a seis grupos genotípicos, Pseudomonas sp. (3%), Xanthomonas sp. (1%), Ralstonia sp. (6%), Herbaspirillum sp. (4%), Burkholderia sp1 (29%) eBurkholderia sp3 (57%), sendo três grupos iguais aos caracterizados anteriormente. A maioria destes grupos está relacionada a rizóbios ou bactérias endofíticas conhecidas. A Floresta em Regeneração apresentou maior diversidade de bactérias isoladas, enquanto que as Florestas Plantada e Preservada apresentaram índices semelhantes. β-rizóbios foram predominantes nas Florestas de Araucária estudadas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.06.2007
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LAMMEL, Daniel Renato; CARDOSO, Elke Jurandy Bran Nogueira. Diversidade de rizóbios em Florestas de Araucária no Estado de São Paulo. 2007.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-16072007-160639/ >.
    • APA

      Lammel, D. R., & Cardoso, E. J. B. N. (2007). Diversidade de rizóbios em Florestas de Araucária no Estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-16072007-160639/
    • NLM

      Lammel DR, Cardoso EJBN. Diversidade de rizóbios em Florestas de Araucária no Estado de São Paulo [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-16072007-160639/
    • Vancouver

      Lammel DR, Cardoso EJBN. Diversidade de rizóbios em Florestas de Araucária no Estado de São Paulo [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-16072007-160639/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020