Exportar registro bibliográfico

Papel da CCR5 na migração de células T reguladoras CD4+CD25+ na paracoccidioidomicose pulmonar (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MOREIRA, ANA PAULA - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: GRANULOMA; PARACOCCIDIOIDES BRASILIENSIS; ADJUVANTES IMUNOLÓGICOS
  • Language: Português
  • Abstract: A paracoccidioidomicose (PCM) é uma doença crônica, granulomatosa, causada pela inalação de propágulos aéreos do fungo Paracoccidioides brasiliensis. As células T reguladoras CD4+CD25+ (Treg) estão presentes em lesões pulmonares de pacientes com PCM e podem estar envolvidas nos casos de recidivas, comumente relacionadas a esta micose. Como a migração dessas células é parcialmente dependente do receptor de quimiocina CCRS, avaliamos o papel do mesmo durante a infecção por P. brasiliensis em camundongos CS7BL/6 e geneticamente deficientes de CCRS5 (CCR5-/-). Os dados obtidos neste estudo demonstraram que no dia 3 após a infecção, camundongos CCR5-1- apresentam aumento significativo (p<O,O5) da migração de células CDllb+, CD11b + CD11c+ e GR1+ para os pulmões, resultando em extensa lesão inflamatória. Contudo, no dia lS, os camundongos CCR5-/- são capazes de controlar o crescimento e disseminação das leveduras e apresentam granulomas significativamente (p<O,O5) mais compactos. As linhagens de camundongos apresentaram semelhante DTH e migração de linfócitos T e B para as lesões. Porém, na ausência de CCR5, a porcentagem de células T CD4+CD25 foi significativamente (p<O,O5) diminuída e o número de células FOXP3+ no pulmão foi menor quando comparado com camundongos selvagens. Após a transferência adotiva de células T CD4+CD25+ provenientes de camundongos selvagens para CCR5-/- ocorreu um aumento significativo (p<O,O5) da quantidade de fungos nos pulmões, enquanto que atransferência de células CD4+CD25- promoveu um maior controle do crescimento das leveduras. Finalmente verificamos que a infecção por P. brasiliensis resulta em grande inibição da proliferação das células do baço de camundongos selvagens, a qual pode ser inibida pela adição de anticorpos anti-CTLA-4 ou anti-GITR. No entanto, camundongos CCR5-/- não apresentam distúrbios na proliferação celular. Em conjunto os resultados revelam que CCR5 modula a migração e a função supressora das células T reguladoras CD4+CD25+ favorecendo a sobrevivência do fungo dentro dos granulomas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.06.2007

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOREIRA, Ana Paula; SILVA, João Santana da. Papel da CCR5 na migração de células T reguladoras CD4+CD25+ na paracoccidioidomicose pulmonar. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Moreira, A. P., & Silva, J. S. da. (2007). Papel da CCR5 na migração de células T reguladoras CD4+CD25+ na paracoccidioidomicose pulmonar. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Moreira AP, Silva JS da. Papel da CCR5 na migração de células T reguladoras CD4+CD25+ na paracoccidioidomicose pulmonar. 2007 ;
    • Vancouver

      Moreira AP, Silva JS da. Papel da CCR5 na migração de células T reguladoras CD4+CD25+ na paracoccidioidomicose pulmonar. 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020