Exportar registro bibliográfico

Estabelecimento de um modelo experimental de neurotuberculose (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: ZUCCHI, FABÍOLA CRISTINA RIBEIRO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: TUBERCULOSE; NEUROLOGIA; MENINGITE
  • Language: Português
  • Abstract: A tuberculose (TB) é um grave problema de saúde pública. Somente no ano de 2004, cerca de 9 milhões de pessoas desenvolveram TB ativa e mais de 2 milhões de pessoas morreram da doença. O desenvolvimento de novos modelos experimentais de TB seriam de grande utilidade para para elucidar mecanismos fisiopatológicos da doença e testar esquemas terapêuticos para a prevenção e contenção da doença. Além disso, o desenvolvimento de novas vacinas toma-se indispensável como ferramenta de prevenção e controle da TB. A TB no sistema nervoso central (SNC), assim como em outros tecidos do organismo, promove a ativação de células inflamatórias. No SNC a micróglia desempenha este papel, sendo capaz de produzir ou ser influenciada por mediadores solúveis. Vários mediadores estão envolvidos nos mecanismos moleculares decorrentes"da infecção e inflamação causados pela TB, entre eles: NF 'capa' B, iNOS e VEGF. A ativação do NF' capa' B, um fator de transcrição citoplasmático que sob estímulo migra para o núcleo celular, tem íntima relação com a indução da iNOS e de VEGF. A resistência intracelular a patógenos, inclusive ao Mycobacterium tuberculosis, parece estar associada a expressão de iNOS em macrófagos. O óxido nítrico (NO) tem papel importante na comunicação intercelular, estimulando a síntese de mediadores inflamatórios, como as citocinas, e regulando sua própria produção endógena. Estas citocinas por sua vez também podem induzir a atividade do NF 'capa' B e a expressão da iNOSe VEGF. O VEGF é um potente ativador de permeabilidade vascular e de angiogênese, envolvido na ruptura da barreira hemato-encefálica. Neste estudo, mostramos a caracterização morfológica e imuno-histoquímica de um modelo murino de TB no SNC, com a indução da doença pela inoculação de BCG. Com este modelo experimental obtivemos importantes resultados que podem esclarecer mecanismos envolvidos na fisiopatologia da neuro-TB humana. A indução de meningite e tuberculomas foi possível através da inoculação de '10 POT.4' cfu de BCG no cerebelo de camundongos, por estereotaxia, e esta indução foi dependente do tempo. A confirmação do diagnóstico foi feita pela detecção de bacilos álcool-ácido resistentes (BAAR), nas lesões tuberculosas. Observamos, ao longo do tempo (1 a 6 dias; 1, 2, 4 e 8 semanas) o recrutamento de diferentes populações gliais (micróglia e astrócitos) no sítio de injeção. Houve aumento de produção e ativação NF 'capa' B nas lesões tuberculosas, caracterizada pela translocação da molécula do citoplasma para o núcleo celular. Houve expressão de iNOS restrita às lesões tuberculosas, além do aumento de expressão de VEGF nestas lesões. Além disso, camundongos imunizados com a vacina gênica hsp65, contra a TB, não expressam VEGF em suas lesões. Esta vacina parece conferir um efeito protetor em nosso modelo experimental, reduzindo a expressão de VEGF, e consequentemente reduzindo seu efeito angiogênico decorrente doprocesso inflamatório. O recrutamento glial, e a produção de mediadores solúveis (NF 'capa' B, iNOS e VEGF) pelo hospedeiro, em resposta à invasão do patógeno no SNC, parecem estar envolvidos na fisiopatologia da neurotuberculose, como demonstrado neste modelo experimental. Nosso modelo permitirá investigar fatores possivelmente responsáveis pelo desenvolvimento e manutenção de lesões tuberculosas no SNC. O objetivo final seria elucidar a fisiopatologia desta grave doença e compreender eventos moleculares envolvidos na produção de lesões. O conhecimento gerado poderá permitir o delineamento de terapias específicas e efetivas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.06.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZUCCHI, Fabíola Cristina Ribeiro; TAKAYANAGUI, Osvaldo Massaiti. Estabelecimento de um modelo experimental de neurotuberculose. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-15042011-160316/?&lang=pt-br >.
    • APA

      Zucchi, F. C. R., & Takayanagui, O. M. (2007). Estabelecimento de um modelo experimental de neurotuberculose. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-15042011-160316/?&lang=pt-br
    • NLM

      Zucchi FCR, Takayanagui OM. Estabelecimento de um modelo experimental de neurotuberculose [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-15042011-160316/?&lang=pt-br
    • Vancouver

      Zucchi FCR, Takayanagui OM. Estabelecimento de um modelo experimental de neurotuberculose [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-15042011-160316/?&lang=pt-br

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021